Secretário e servidores participam de ato cívicohttp://www.seduc.mt.gov.br/Paginas/Secretário-e-servidores-participam-de-ato-cívico.aspxSecretário e servidores participam de ato cívico<img alt="" height="200" src="/Galeria%20de%20Fotos/Secretário%20e%20servidores%20participam%20de%20ato%20cívico%20%20(9).JPG" width="300" style="BORDER:0px solid;" /><img src="/Galeria%20de%20Fotos/Secretário%20e%20servidores%20participam%20de%20ato%20cívico%20%20(25).JPG" alt="" style="margin:0px;width:510px;height:340px;" /><br><br><div><div style="text-align:justify;">Em comemoração à Semana da Pátria, as bandeiras do Brasil, do Estado de Mato Grosso e de Cuiabá foram hasteadas durante ato cívico no pátio da Secretária de Estado de Educação, na manhã desta quinta-feira (03.09). Cerca de 200 servidores participaram das atividades. O secretário da pasta, Permínio Pinto, o adjunto Gilberto Fraga e o funcionário do órgão há 35 anos, Antonio Ramos Teixeira, o Totó. </div><div style="text-align:justify;"><br></div><div style="text-align:justify;">Também foi cantado pelos servidores o Hino da Independência. Durante sua fala, o secretário citou o momento de dificuldade em que passa o país e dos esforços feitos pelo governo do Estado. "Nós precisamos de ajuda neste período difícil. E é neste momento de dificuldade que se mostra a competência e comprometimento com os 409 mil alunos", disse Permínio Pinto.</div><div style="text-align:justify;"><br></div><div style="text-align:justify;">Na oportunidade, ele também convidou os servidores para participarem do Desfile Cívico, no Dia 7 de Setembro. Em Cuiabá, o evento acontecerá a partir das 7h30 na Praça das Bandeiras, na Rua Historiador Rubens de Mendonça (Avenida do CPA).</div><div style="text-align:justify;"><br></div><div style="text-align:justify;">A Semana da Pátria está sendo comemorada deste do dia 31.08 internamente na Seduc.  Há também atividades em centenas de escolas. A proposta é fortalecer o espírito cívico e a integração dos servidores. </div></div>Secretário e servidores participam de ato cívico
Estudantes conhecem unidades militares durante a Semana da Pátriahttp://www.seduc.mt.gov.br/Paginas/Estudantes-conhecem-unidades-militares-durante-programação-da-Semana-da-Pátria.aspxEstudantes conhecem unidades militares durante a Semana da Pátria<img alt="" height="192" src="/Galeria%20de%20Fotos/d2fc69b7483b25cef222b9a8dce02416.jpg" width="300" style="BORDER:0px solid;" /><h4 style="text-align:right;">Crédito: Lenine Martins/Sesp-MT</h4><h4><img alt="d5ef3ffa0fc524b962eee9db9812228f.jpg" src="/PublishingImages/Paginas/Estudantes-conhecem-unidades-militares-durante-programação-da-Semana-da-Pátria/d5ef3ffa0fc524b962eee9db9812228f.jpg" style="margin:0px;width:510px;height:327px;" /><br></h4><div><br></div>​Como parte da programação da Semana da Pátria 2015, estudantes de escolas estaduais conheceram nesta quarta-feira (02.09) as instalações do 9° Batalhão da Engenharia da Construção (9°BEC) do Exército Brasileiro e a sede do Regimento de Policiamento Montado (Rpmon), da Polícia Militar. <br><br>Pela parte da manhã, 36 alunos do 9º ano do ensino fundamental da Escola Estadual Padre Ernesto visitaram o 9º BEC Durante a visita, os alunos conheceram a história do Exército Brasileiro, a estrutura e as atividades realizadas pelo batalhão. <br><br>Com os olhares atentos, os alunos da Escola Estadual Padre Firmo Pinto Duarte conheceram a sede do Rpmon, na Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat), em Cuiabá. Ao todo, 52 alunos participaram das atividades. <br><br>Os adolescentes aprenderam sobre a rotina dos militares, conheceram o Regimento, o estábulo e os cavalos que integram a tropa montada. Em seguida, os alunos foram ao Centro Veterinário (CV), local onde é realizado a higienização e tratamento dos animais. <br><br>Para a coordenadora do “Programa Mais Educação”, Enamar Ferreira, ações como essas são muito proveitosas para as crianças. “Atividades fora da sala de aula são muito interessantes, pois, além do conhecimento adquirido, é a oportunidade para muitas crianças ampliarem seus horizontes e trocarem experiências”, falou. <br><br>As visitas das escolas continuam até a próxima sexta-feira (04.09) no Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer), Secretaria de Segurança Pública (Sesp), Corpo de Bombeiros, Grupo de Operações Especiais (GOE) e Polícia Militar.<br><br>Estudantes conhecem unidades militares durante a Semana da Pátria
Mais de 80 alunos representam MT nos jogos escolareshttp://www.seduc.mt.gov.br/Paginas/Mais-de-80-alunos-representam-MT-nos-jogos-escolares.aspxMais de 80 alunos representam MT nos jogos escolares<img alt="" height="200" src="/Galeria%20de%20Fotos/Mais%20de%2080%20alunos%20representam%20MT%20em%20jogos%20escolares%20%20(1).JPG" width="300" style="BORDER:0px solid;" />​​<img src="/Galeria%20de%20Fotos/Mais%20de%2080%20alunos%20representam%20MT%20em%20jogos%20escolares%20%20(7).JPG" alt="" style="width:510px;height:340px;" /><br><div style="text-align:justify;">​Uma delegação formada por 100 integrantes representará Mato Grosso na Etapa Nacional dos Jogos Escolares da Juventude que acontece em Fortaleza (CE). São mais de 80 atletas de nove modalidades, com técnicos da área, três oficiais, um fisioterapeuta, um jornalista e o chefe da delegação. </div><div style="text-align:justify;"><br></div><div style="text-align:justify;">O embarque aconteceu na manhã desta quarta-feira (02.09) e as competições começam na quinta-feira (03.09) e vão até o dia 12 de setembro. São competidores da categoria B que compreende idade entre 12 e 14 anos. A competição tem abrangência nacional e reúne milhares de alunos-atletas de instituições de ensino públicas e privadas de todo o país. </div><div style="text-align:justify;"><br></div><div style="text-align:justify;">Nas seletivas municipais e estaduais participaram mais de dois milhões de atletas de cerca de quatro mil cidades. Já a fase nacional, segundo o Comitê Olímpico do Brasil (COB), organizador do evento desde 2005, cada faixa etária reúne cerca de quatro mil atletas dos 26 Estados da Federação mais o Distrito Federal. </div><div style="text-align:justify;"><br></div><div style="text-align:justify;">Os atletas de Mato Grosso são de diversas cidades, algumas delas específicas de um tipo de modalidade. De Santa Carmem e Cuiabá, por exemplo, estão os melhores do tênis de mesa. De Sorriso, Paranatinga e da Capital, vem os representantes de luta olímpica. </div><div style="text-align:justify;"><br></div><div style="text-align:justify;">De Campo Verde e Lucas do Rio Verde são os cinco representantes da modalidade badminton (peteca com raquete), sendo um deles técnico. Outras cidades como Nossa Senhora do Livramento, Carlinda, Pontes e Lacerda, Araputanga, apresentam os competidores de atletismo. Os atletas do ciclismo são de Tangará da Serra. Nova Mutum, Sapezal, Sinop e Cuiabá, tem os representantes da natação. </div><div style="text-align:justify;"><br></div><div style="text-align:justify;">A maioria dos atletas do judô é de Campo Verde, mas a modalidade também é representada por Primavera do Leste e Cuiabá. Os únicos dois do xadrez são, respectivamente, da capital e Campo Novo do Parecis e seguem acompanhados por um técnico da modalidade. As quatro meninas que representarão Mato Grosso na ginástica rítmica são de Sinop. </div><div style="text-align:justify;"><br></div><div style="text-align:justify;">Os representantes foram selecionados nos jogos estaduais que aconteceram em Sorriso e Primavera do Leste este ano. “Só o judô teve uma seletiva em campeonato à parte”, explicou Arnaldo Ramos Junior, técnico de Desenvolvimento Social da Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer. </div><div style="text-align:justify;"><br></div><div style="text-align:justify;">Os jogos em Fortaleza estão divididos em duas etapas. A individual acontece entre os dias 03 e 07 e a etapa da coletiva, com handebol, futsal, basquete e vôlei, será entre os dias 07 e 12 de setembro. </div><div style="text-align:justify;"><br></div><div style="text-align:justify;">Além das competições os jovens atletas poderão participar de outros eventos que acontecem paralelamente. São atrações que tem como objetivo atrair jovens de todo o país aos valores olímpicos e aos benefícios da prática de esportiva.</div><div style="text-align:justify;"><br></div><div style="text-align:justify;">Categoria A ​</div><div style="text-align:justify;"><br></div><div style="text-align:justify;">Os atletas que tem entre 15 e 17 anos disputam a categoria A dos Jogos Escolares, que serão realizados em Londrina, no Paraná, entre os dias 12 e 21 de novembro. </div><div style="text-align:justify;">As competições são uma vitrine e revelam atletas de alto rendimento. Muitos acabam seguindo carreira profissional. </div><br>Mais de 80 alunos representam MT nos jogos escolares
Seduc debate transporte escolar com prefeitoshttp://www.seduc.mt.gov.br/Paginas/Seduc-debate-transporte-escolar-com-prefeitos.aspxSeduc debate transporte escolar com prefeitos<img alt="" height="200" src="/Galeria%20de%20Fotos/Seduc%20debate%20sobre%20o%20transporte%20escolar%20com%20prefeitos%20(5).JPG" width="300" style="BORDER:0px solid;" /><div style="text-align:justify;"><img src="/Galeria%20de%20Fotos/Seduc%20debate%20sobre%20o%20transporte%20escolar%20com%20prefeitos%20(3).JPG" alt="" style="margin:0px;width:510px;height:340px;" /> </div><div style="text-align:justify;">​O valor do repasse e o modelo de convênio para o transporte escolar foram temas do primeiro painel do 32º Encontro de Prefeitos, realizado pela Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM), em Cuiabá, na manhã desta terça-feira (01.09). O debate contou com a participação secretário de Estado de Educação, Permínio Pinto, e do presidente da AMM, Neurilan Fraga, tendo como mediador o prefeito de Diamantino, Juviano Lincoln. </div><div style="text-align:justify;"> </div><div style="text-align:justify;">Abrindo as discussões, o secretário fez um rápido relato de como o Governo recebeu a Seduc e em seguida respondeu aos questionamentos dos prefeitos. Citou uma dívida na ordem de R$ 160 milhões, em restos a pagar deixados pela gestão anterior, e disse que foi preciso normalizar a situação antes de iniciar os investimentos necessários para a melhoria da estrutura escolar. </div><div style="text-align:justify;"> </div><div style="text-align:justify;">De acordo com Permínio, daquele momento para cá, foram necessárias algumas providências nas áreas administrativas, corte de pessoal, mudanças no setor de tecnologia, entre outros. Passos importantes para as mudanças que ocorrerão na Seduc, com foco no aluno e na qualidade de ensino do Estado. “Vamos instituir um programa próprio de avaliação dos nossos profissionais e alunos, à partir de 2016”, informou o secretário, exemplificando que também será criada uma Escola de Gestores, já que é sabido que a maioria dos problemas enfrentados pelas unidades escolares passam pela gestão. </div><div style="text-align:justify;"> </div><div style="text-align:justify;">O secretário informou que no início da gestão, a Seduc contava apenas com R$ 47 milhões destinados ao transporte escolar. Com base no repasse de R$ 1,80 por quilômetro rodado, era necessário um aporte do Governo do Estado de mais R$ 14 milhões para cumprir os R$ 61 milhões indispensáveis para honrar o convênio com os municípios. “Além disso, tínhamos duas parcelas do transporte escolar a pagar, referentes a 2014, o que representava R$ 13 milhões em repasses atrasados”, argumentou, destacando que o pagamento foi regularizado em 40 dias. </div><div style="text-align:justify;"> </div><div style="text-align:justify;">Em agosto passado, o governo concedeu reajuste de R$ 0,10 – passando para R$ 1,90 o quilômetro rodado, retroativo a 1º de agosto. Para chegar a este percentual, o Poder Executivo vai destinar, por meio de suplementação, à Seduc R$ 6 milhões a mais do montante previsto no orçamento deste ano. </div><div style="text-align:justify;"> </div><div style="text-align:justify;">A queixa dos prefeitos é que o valor repassado pelo estado está muito aquém do custo que o município tem com o transporte dos alunos da rede estadual de ensino. Os gestores destacaram que desde 2010, o repasse era o mesmo, e que a situação acabou onerando os orçamentos municipais já limitados, devido aos frequentes aumentos no preço do combustível e o custo de manutenção dos veículos. A proposta apresentada pela AMM era para que os repasses fossem reajustados levando em consideração o Índice Nacional de Preços (INPC), dos anos de 2013 e 2014, o que resultaria no valor de R$ 2,20 por km. </div><div style="text-align:justify;"> </div><div style="text-align:justify;">Permínio explicou que o governo entende que o valor ainda não é satisfatório e que precisa ser revisto, porém, mesmo sendo pequeno o reajuste impacta no orçamento. “Neste momento não temos como firmar outro compromisso, a não ser o de conceder o índice de reajuste semestral, de acordo com a evolução das finanças públicas. Nossa intenção é de que a cada cinco parcelas, os valores sejam recompostos”, frisando que com o diálogo será possível encontrar alternativas para a melhoria dos convênios. </div><div style="text-align:justify;"> </div><div style="text-align:justify;">Pedindo compreensão para um prazo maior para recomposição da perda dos últimos anos, o secretário assegurou que situações específicas de municípios serão tratadas caso a caso, e que alguns municípios já tiveram os valores revistos. “Nós precisamos e queremos estabelecer um regime de colaboração entre estado e municípios. Enxergarmos a rede pública de ensino como única, para encontrarmos soluções para problemas comuns.” </div><div style="text-align:justify;"> </div><div style="text-align:justify;"><strong>Novo modelo </strong></div><div style="text-align:justify;"> </div><div style="text-align:justify;">Como encaminhamento da reunião, o prefeito de Rondonópolis, Percival Muniz, sugeriu que seja construído um novo modelo de convênio para o transporte escolar. Uma das propostas é a compra e repasse pelo governo do estado de óleo diesel – que foi aceita por vários prefeitos e será discutida entre as instituições para ser implementada nos próximos anos. </div><div style="text-align:justify;"> </div><div style="text-align:justify;">Permínio comentou que é favorável ao estudo de um modelo mais vantajoso para os municípios, mas que seja a longo prazo. “Estamos a três meses do final do ano letivo e não temos tempo hábil para a implementação, porém, pode ser criada uma comissão para discutir e construir a nova modelagem”, finalizou. </div>Seduc debate transporte escolar com prefeitos
Socioeducativo classifica 7 adolescentes na competiçãohttp://www.seduc.mt.gov.br/Paginas/Socioeducativo-classifica-7-adolescentes-na-competição.aspxSocioeducativo classifica 7 adolescentes na competição<img alt="" height="200" src="/Galeria%20de%20Fotos/a6352a72c7414687e860fad9287d6537.jpg" width="300" style="BORDER:0px solid;" /><p style="text-align:justify;">​Cerca de 15% dos adolescentes que cumprem medida socioeducativa no Complexo Pomeri, em Cuiabá, foram aprovados para a etapa final da 11ª Olimpíada Brasileira de Ciências da Matemática das Escolas Públicas, média superior a de colégios de renome no país. A prova está marcada para o dia 12 de setembro e os melhores colocados receberão bolsas de estudo e de iniciação científica. </p><p style="text-align:justify;"><br>Esta foi a primeira vez que jovens do Centro de Atendimento Socioeducativo da Capital participaram da competição. Logo na estreia, sete dos 47 internos foram aprovados para a fase final do concurso. Para Anísio José Guimarães, diretor da Escola Estadual Meninos do Futuro, que funciona na unidade, a classificação dos garotos não chegou a ser uma surpresa devido ao nível de dedicação que eles apresentam nas aulas. Contudo, não esperava que na primeira participação a unidade tivesse um número tão expressivo de classificados. </p><p><img src="/PublishingImages/Paginas/Forms/ARRUMADAS/a6352a72c7414687e860fad9287d6537.jpg" alt="a6352a72c7414687e860fad9287d6537.jpg" style="margin:5px;width:510px;height:340px;" /> </p><p style="text-align:justify;">K.C.S, 15 anos, é o mais jovem entre os sete classificados. Internado há 10 meses por tentativa de latrocínio, ele encontrou nos estudos a possibilidade de mudar de rumo. Agora, sonha em cursar a faculdade de direito após concluir o ensino médio. "Antes me faltou oportunidade e acabei indo para um caminho que não deveria. Eu já havia me metido em algumas confusões antes, até que na ultima delas acabei vindo parar aqui. Mas ainda bem que foi agora que sou 'de menor' e ainda dá tempo para mudar. Se fosse no presídio eu não sei se aguentava. Tenho que arcar com o que fiz. Agora é seguir em frente e melhorar." </p><p style="text-align:justify;"><br>No dia da prova, relembra, havia recebido visita dos pais e por conta disso se esforçou para resolver as questões e entregar o gabarito em apenas 10 minutos. Para ele, independente do resultado da fase final a Olimpíada já valeu a pena, pois conseguiu encher sua mãe de orgulho. "Dar uma esperança para a minha família já é uma medalha de ouro. Perder não importa mais agora, pois na vida também perdemos, tem que aprender e continuar". </p><p style="text-align:justify;"><br>O diretor da escola conta que incentivou os garotos a participar da prova instigando neles a vontade de vencer na vida. "Muitas vezes recebemos alunos com muitas dificuldades, mas quando nós perguntamos se eles queriam participar eles mesmos retrucaram dizendo: por que não? Nós podemos". Conforme Anísio, 23 professores revezam entre turmas de sete a oito garotos e a Olimpíada prova que esse trabalho tem que continuar e que a educação é a melhor alternativa reeducar, ressocializar e reinserir os meninos na sociedade de maneira responsável. </p><p style="text-align:justify;"><br>"A escola é um dos melhores momentos para eles, mas não teríamos como fazer o trabalho que fazemos sem o apoio ​​​da Sejudh [Secretaria de Estado de Justiça e​​ Direitos Humanos], que até mesmo cede alguns professores para nos ajudar”. Dos sete alunos aprovados, três já foram reintegrados às famílias por bom comportamento. Todos serão comunicados para participar da segunda etapa. </p><p style="text-align:justify;"><br>Entre o grupo de aprovados da Escola Estadual Meninos do Futuro está R.C.S, 16 anos, que nem acreditou quando ficou sabendo da classificação. Teve que pedir à mãe que procurasse na internet para que ambos se convencessem do resultado. Há um ano na unidade, ele conta que sempre gostou de matemática, ao contrário de esporte. Tímido, tem vergonha de expor o seu passado de delitos e garante que quer continuar estudando matemática após deixar o complexo, pensando em um futuro como professor ou pesquisador. ​</p><p><img src="/PublishingImages/Paginas/Forms/ARRUMADAS/573347f5608a43391bd2c9d23e467f91.jpg" alt="573347f5608a43391bd2c9d23e467f91.jpg" style="margin:5px;width:510px;height:340px;" /><br></p><p style="text-align:justify;">Já o colega L.G.A.F., também de 16 anos, tem na família um motivo a mais para gostar de números: o pai é matemático. Apreendido há cinco meses após roubo a uma residência no interior de Mato Grosso, ele relatou que a vontade de adrenalina e dinheiro o motivaram a cometer o ato, mas nada foi tão doloroso quanto à decepção da família. Por conta disso, vê na Olimpíada uma possibilidade de voltar a orgulhar seus familiares. "Não havia feito boas escolhas, porém agora vai ser diferente". </p><p style="text-align:justify;"><br>G.R.P.S. é o único reincidente do quarteto de jovens classificados na competição. Ele já havia passado um ano na unidade por conta de um homicídio, porém após ser reintegrado voltou a entrar em conflito com a lei. Foi apreendido tentando assaltar uma lotérica, em Tangará da Serra. Aos 16 anos, voltou para o Complexo Pomeri. <br></p><p style="text-align:justify;">"Eu estava tentando juntar dinheiro rápido para vir para Cuiabá, arranjar uma casa e morar com a minha namorada, já que o pai dela desaprovava o namoro por eu já ter cumprido pena. Porém, fiz a pior escolha e acabei provando que ele estava certo. Se eu tivesse apenas trabalhado durante todo este tempo que estou aqui já teria conseguido o que eu queria e também teria convencido meu sogro". </p><p style="text-align:justify;"><br>Diferente dos colegas, ele confessa que nem gosta tanto de matemática, mas como pensa em fazer alguma engenharia quer se esforçar para apreender tudo o que for possível. O namoro continua, mas ela não é a única pessoa da qual sente saudade. "Tenho um sobrinho de um ano e alguns meses que quase não vi. Mas, agora vou dar a volta por cima". </p><p style="text-align:justify;"><br><strong>O exemplo</strong> </p><p style="text-align:justify;"><br>Aos 37 anos, Erli da Silva tem a missão de preparar os internos para a fase final da Olimpíada de matemática. A professora aposta em aulas dinâmicas e utiliza os elementos do dia a dia para fazer com que os adolescentes se apaixonem pela matemática. "Eles são muito aplicados, tudo o que passamos eles querem fazer e aprender mais. Às vezes pedem material para estudar fora do horário". </p><p style="text-align:justify;"><br>Erli vem de uma família com pouca estrutura e conta que trabalha desde os seis anos para ajudar a mãe e os seis irmãos. Foi quando um deles acabou preso que o desejo de dar aulas despertou dentro dela. "Eu visitava ele no presídio e via que precisava fazer alguma coisa para mudar essa realidade. Ele mesmo dizia que eu deveria dar aulas lá." </p><p style="text-align:justify;"><br>Como casou cedo ela demorou a começar uma faculdade, mas por meio de um programa de bolsas do Governo Federal conseguiu concluir os estudos. "Eu dei aula em outras escolas, mas o meu desejo sempre foi vir para cá. Eu entendo a história deles e acredito que somente com conhecimento o futuro poderá ser diferente." </p><p style="text-align:justify;"><br>Há dois anos Erli é uma das professoras e incentivadoras dos garotos, que para ela podem ter um futuro promissor desde que recebam as devidas oportunidades. "Eu primeiro falo de Deus e do futuro, depois dou a aula. Mas quero que eles sempre saibam o motivo de acordarem a cada dia. Eles têm que acordar para serem diferentes, para serem melhores". </p><p style="text-align:justify;"><br><strong>Sobre a Olimpíada</strong> </p><p style="text-align:justify;"><br>Ao todo, 6,5 mil alunos de todo o Brasil serão premiados na OBMEP 2015 com medalhas de ouro, prata ou bronze. Os vencedores também terão a oportunidade de participar do Programa de Iniciação Científica Júnior (PIC-OBMEP), que também dará direito a uma bolsa de Iniciação Científica Jr. pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Saiba mais em <a href="http://www.obmep.org.br/">www.obmep.org.br</a> .<br></p>Socioeducativo classifica 7 adolescentes na competição
Secretaria promove atividades internas na Semana da Pátriahttp://www.seduc.mt.gov.br/Paginas/Secretaria-promove-atividades-internas-na-Semana-da-Pátria.aspxSecretaria promove atividades internas na Semana da Pátria<img alt="" height="200" src="/Galeria%20de%20Fotos/SemandaPatria.jpg" width="300" style="BORDER:0px solid;" /><p style="text-align:center;"><img src="/Galeria%20de%20Fotos/SemandaPatria.jpg" alt="" style="margin:5px;width:470px;" /> </p><div style="text-align:justify;"><span lang="pt-BR"><div align="justify">A Secretaria de Estado de Educação (Seduc) está em clima de Independência e criou uma programação para comemorar 7 de Setembro. São ações que visam o fortalecimento do espírito cívico e a integração dos servidores, portanto, acontecem nas dependências da instituição.</div><div align="justify"> </div> <div align="justify">Foram distribuídas aos profissionais logo no início da manhã desta terça-feira (01.09) fitas nas cores verde e amarelo para uso no peito (lapela). As telas de descanso do computador também são alusivas ao dia da Independência do Brasil, com detalhes da bandeira brasileira.</div><div align="justify"> </div> <div align="justify">No decorrer da Semana será incentivado tempo para ouvir os Hinos Nacional e da Independência, no saguão de entrada da Secretaria com hasteamento da bandeira. </div><div align="justify"> </div> <div align="justify">“O objetivo é incentivar o amor à Pátria, fortalecer a relação com a Bandeira, valorizar a memória pelos fatos históricos que dizem respeito especialmente a nossa nação e integrar os trabalhadores dos diversos setores da Seduc num ato cívico”, explicou Azilda Pinheiro Capistrano Pinho, coordenadora de Aplicação, Desenvolvimento, Saúde e Segurança da Seduc. </div><div align="justify"> </div> <div align="justify"><span lang="pt-BR">Na quinta-feira (3),  o ato cívico contará com o hasteamento da Bandeira do Brasil e a execução do hino da Independência. Autoridades do Estado deverão participar da solenidade. </span></div><div align="justify"> </div> <div align="justify">A programação interna da Seduc vai até sexta-feira (04.09), lembrando que na segunda-feira (07.09) acontece o Desfile de 7 de Setembro, na Avenida do CPA, em frente à Praça das Bandeiras, às 7h.</div><div align="justify"> </div> <div align="justify"><strong>7 DE SETEMBRO</strong></div><div align="justify"> </div> <div align="justify"><span style="font-size:11pt;">A Independência do Brasil ocorreu no início do século XIX (07 de setembro de 1822) e marcou o fim do domínio português e a conquista da autonomia política. Muitos cidadãos morreram em prol desse acontecimento, entre eles, Tiradentes, que entrou para a história. Ele foi executado pela coroa portuguesa por defender a liberdade do nosso país, durante o processo da Inconfidência Mineira.</span></div></span></div>Secretaria promove atividades internas na Semana da Pátria

Último Vídeo ( + Vídeos )

 

 

Processo de Educação “Bilingüe e Intercultural” Xavante: Estratégia de Apowẽhttp://www.seduc.mt.gov.br/Paginas/Processo-de-Educação-“Bilingüe-e-Intercultural”-Xavante-Estratégia-de-Apowẽ.aspxProcesso de Educação “Bilingüe e Intercultural” Xavante: Estratégia de ApowẽSeveriá Maria Idioriê Xavante
A função do professor de história no ensino fundamentalhttp://www.seduc.mt.gov.br/Paginas/A-FUNÇÃO-DO-PROFESSOR-DE-HISTÓRIA-NO-ENSINO-FUNDAMENTAL-.aspxA função do professor de história no ensino fundamentalZenilda, Angela e Antônio Veras

 

 

Pais acompanham embarque de destaques do atletismo de Rondonópolis para jogos nacionaishttp://www.seduc.mt.gov.br/Paginas/Pais-acompanham-embarque-de-destaques-do-atletismo-de-Rondonópolis-para-jogos-nacionais.aspxPais acompanham embarque de destaques do atletismo de Rondonópolis para jogos nacionais<p style="text-align:justify;"><img alt="DSCN6539.JPG" src="/PublishingImages/Paginas/Pais-acompanham-embarque-de-destaques-do-atletismo-de-Rondonópolis-para-jogos-nacionais/DSCN6539.JPG" style="margin:0px;width:510px;height:382px;" /><br></p><p style="text-align:justify;">"Uma mistura de preocupação e orgulho". Foi com essa frase que Luiza Maria Peroba resumiu o sentimento de ver o filho, Leonardo Júlio da Silva, 14 anos, saindo, na manhã desta terça-feira (1) para os Jogos Nacionais da Juventude, que ocorrerão de 3 a 12 de setembro em Fortaleza, no Ceará. </p><p style="text-align:justify;">Além de Leonardo, mais quatro campeões, do atletismo de Rondonópolis, embarcaram em um ônibus do Terminal Rodoviário Alberto Luz, no início da manhã, para Cuiabá, onde pegarão um avião para o Nordeste.</p><p style="text-align:justify;">O professor de Rondonópolis, José Elias de Souza, é o chefe da delegação mato-grossense de atletismo, que no total terá 26 atletas. "Neste primeiro momento, os Jogos Nacionais serão disputados pela categoria B, que compreende atletas de 12 a 14 anos de idade. Temos chances reais de pódio e se isto acontecer é bem provável que estes jovens passem a receber o bolsa atleta, o que é um incentivo tremendo para que siga os estudos, mas não abandonem a carreira e o talento que têm", disse.</p><p style="text-align:justify;">Ao lado do marido Izonel Peroba, Luiza comentou que o talento do filho enche a família de orgulho e a esperança de ver Leonardo voltar do Nordeste com uma medalha no peito vai fazer com que ela suporte a saudade. "Eu nem dormi hoje. A minha vontade era ir junto, até porque ele nunca foi para tão longe. Mas eu estou muito feliz por ele", falou.</p><p style="text-align:justify;">Já Izonel, não poupou confiança ao falar do talento do filho. "Para mim, ele é o melhor que já vi correndo. Como pai, eu fico preocupado porque o esporte olímpico é pouco apoiado no Brasil, mas por outro lado fico esperançoso porque em alguns lugares isto está mudando. Em Rondonópolis mesmo, ele já está conseguindo iniciar o sonho dele e está indo para uma competição nacional", analisa o empresário, que também é pai de Lázaro Peroba, de 16 anos, que já treina profissionalmente para corridas de tiro curto.</p><p style="text-align:justify;">Rosineide Venceslau também fez questão de levar a filha Maryana, que competirá no arremesso de dardo, e falou, com bom humor, sobre o orgulho que tem pelo talento da filha. "Desde muito nova eu levei ela para fazer ginástica, natação e outras modalidades esportivas. Então, ela se desenvolveu muito rápido e mesmo com pouca idade está muito forte. Até mesmo nas discussões que temos em casa eu fico meio longe dela, porque tenho medo dela querer treinar talvez um arremesso de mãe", brincou Rosineide.</p><p style="text-align:justify;">Além de Maryana no dardo e Leonardo nas corridas de 75 e 250 metros, competirão em Fortaleza os rondonopolitanos: Luan Felipe Souza de Oliveira, no arremesso de disco, Arielly Monteiro Rodrigues, no salto em distância, e Dandara Portela nas provas de arremesso de dardo e disco.</p><p style="text-align:justify;"> </p><p style="text-align:justify;"><strong>Expectativa por investimentos</strong></p><p style="text-align:justify;"> </p><p>O secretário de Esportes e Lazer do Município, Sidnei Fernandes, e o adjunto da pasta, Wagnon Velasco, também foram até o terminal rodoviário desejar boa sorte aos atletas e reforçaram que bons resultados no Nordeste podem, inclusive, ajudar ainda mais na argumentação local pela captação de recursos para a criação de um centro de treinamento e formação olímpica em Rondonópolis. "Com o pouco que temos, estamos fazendo muito, graças ao bom trabalho de professores como é o caso do José Elias. Temos a certeza que havendo uma conscientização da classe política, sobretudo a Federal, em construir uma pista de atletismo e uma estrutura boa em nossa cidade nos tornaremos referência nacional para, quem sabe, abastecer até as seleções olímpicas do Brasil no futuro com atletas de ponta", otimizou Sidnei.</p>2015-09-03T04:00:00.0000000Z
Dia do Folclore é comemorado com feira expositivahttp://www.seduc.mt.gov.br/Paginas/Dia-do-Folclore-é-comemorado-com-feira-expositiva.aspxDia do Folclore é comemorado com feira expositiva<p style="text-align:center;"><img src="/PublishingImages/Paginas/Forms/ARRUMADAS/SAM_7841.JPG" alt="SAM_7841.JPG" style="line-height:20.7999992370605px;margin:5px;width:510px;" /><br></p><p style="text-align:justify;">Folclore é a tradição cultural de um povo, onde costumes, lendas, crenças e festas populares são transmitidos de geração em geração. E para abordar o tema, a Escola Estadual Dona Rosa Frigger Piovezan, localizada no munícipio de Comodoro, realizou no último dia 21 de agosto a 1ª feira Expositiva do Dia do Folclore". O evento movimentou os alunos do 1º primeiro ano do Ensino Médio do período matutino, coordenação pedagógica, equipe gestora e técnicos administrativos. </p><p style="text-align:justify;"> </p><p style="text-align:justify;">O projeto, denominado Resgatando o Folclore Brasileiro: Fonte de Cultura e Tradição de um Povo, teve como objetivo geral, compreender o folclore como manifestação sociocultural, identificar lendas e mitos do folclore e seus significados, resgatar a importância do folclore, desenvolver a habilidade para a pesquisa e conhecer e estudar sobre as lendas, ditos, frases e provérbios. Além disso, a pesquisa promoveu o conhecimento de manifestações culturais e religiosas existentes em outros estados e a valorização da importância cultural repassada pelos mais velhos.</p><p style="text-align:justify;"> </p><p style="text-align:justify;">Os grupos foram divididos de forma que pudessem trabalhar cada região do Brasil. "Eles apresentaram a culinária, as lendas, mitos de forma bastante atrativas, e a curiosidades dos demais alunos tornou a feira um lugar de conhecimento", aponta a diretora Vera Lucia Rodrigues Moreira, destacando que além do papel pedagógico, a feira proporcionou momentos de confraternização e a possibilidade de saborear os pratos típicos oferecidos em diversas regiões brasileiras. </p><p style="text-align:justify;"> </p><p style="text-align:justify;">De acordo com ela, o desenvolvimento e a conclusão do projeto ficou explicito que a metodologia utilizada proporcionou uma aula diferenciada, despertando o interesse dos alunos e também a valorização da diversidade existente em nosso país.</p><p style="text-align:center;"><img src="/PublishingImages/Paginas/Forms/ARRUMADAS/SAM_7817.JPG" alt="SAM_7817.JPG" style="margin:5px;width:510px;height:383px;" /><br></p>2015-09-01T04:00:00.0000000Z
Alta Floresta: Semana da família na escola mobiliza comunidadehttp://www.seduc.mt.gov.br/Paginas/Alta-Floresta-Semana-da-família-na-escola-mobiliza-comunidade.aspxAlta Floresta: Semana da família na escola mobiliza comunidade<p style="text-align:justify;">​A família e a escola formam uma equipe. É fundamental que ambas sigam os mesmos princípios e critérios, bem como a mesma direção em relação aos objetivos que desejam atingir. Pensando nisso, a Escola Estadual 19 de Maio, em Alta Floresta, realizou em agosto a Semana de Mobilização da Família na Escola. </p><p style="text-align:justify;"><img src="/PublishingImages/Paginas/Forms/ARRUMADAS/02.jpg" alt="02.jpg" style="margin:5px;width:510px;height:334px;" /><br></p><p style="text-align:justify;">Entre as atividades pedagógicas foram desnvolvidas apresentações culturais com participação especial de pais, teatro, paródias que tratam sobre a educação, concurso de cartaz, histórias em quadrinhos, soletrando, confecção de brinquedos para resgate de brincadeiras tradicionais infantis. Além disso, foram realizadas palestras sobre bullyng, com equipes do Centro de Referência de Assistência Social (Cras), Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) e Conselho tutelar.</p><p style="text-align:justify;">A gestora Solange  Silva assegura que a parceria da família com a escola sempre será fundamental para o sucesso da educação de todo indivíduo. "Pais e educadores necessitam ser grandes e fieis companheiros nessa caminhada da formação educacional do ser humano", afirma.</p><p style="text-align:justify;"><img src="/PublishingImages/Paginas/Forms/ARRUMADAS/03.jpg" alt="06.jpg" style="margin:5px;width:510px;height:267px;" /><br></p>2015-08-31T04:00:00.0000000Z

  
  
Tamanho da Imagem
  
  
  
Não há imagens a mostrar nesta exibição.

 

 

Secretário e servidores participam de ato cívicohttp://www.seduc.mt.gov.br/Galeria de Fotos/Forms/DispForm.aspx?ID=5660&RootFolder=/Galeria de FotosSecretário e servidores participam de ato cívicoTiago Machado / Seduc-MT2015-09-03T12:21:11ZSecretário e servidores participam de ato cívico
Secretário e servidores participam de ato cívicohttp://www.seduc.mt.gov.br/Galeria de Fotos/Forms/DispForm.aspx?ID=5659&RootFolder=/Galeria de FotosSecretário e servidores participam de ato cívicoTiago Machado / Seduc-MT2015-09-03T12:20:13ZSecretário e servidores participam de ato cívico
Secretário e servidores participam de ato cívicohttp://www.seduc.mt.gov.br/Galeria de Fotos/Forms/DispForm.aspx?ID=5658&RootFolder=/Galeria de FotosSecretário e servidores participam de ato cívicoTiago Machado / Seduc-MT2015-09-03T12:17:29ZSecretário e servidores participam de ato cívico
Secretário e servidores participam de ato cívicohttp://www.seduc.mt.gov.br/Galeria de Fotos/Forms/DispForm.aspx?ID=5663&RootFolder=/Galeria de FotosSecretário e servidores participam de ato cívicoTiago Machado / Seduc-MT2015-09-03T12:27:25ZSecretário e servidores participam de ato cívico
Secretário e servidores participam de ato cívicohttp://www.seduc.mt.gov.br/Galeria de Fotos/Forms/DispForm.aspx?ID=5662&RootFolder=/Galeria de FotosSecretário e servidores participam de ato cívicoTiago Machado / Seduc-MT2015-09-03T12:26:07ZSecretário e servidores participam de ato cívico
Secretário e servidores participam de ato cívicohttp://www.seduc.mt.gov.br/Galeria de Fotos/Forms/DispForm.aspx?ID=5661&RootFolder=/Galeria de FotosSecretário e servidores participam de ato cívicoTiago Machado / Seduc-MT2015-09-03T12:22:25ZSecretário e servidores participam de ato cívico
Alunos da E.E. Padre Firmo visitam a cavalaria da Polícia Militarhttp://www.seduc.mt.gov.br/Galeria de Fotos/Forms/DispForm.aspx?ID=5656&RootFolder=/Galeria de FotosAlunos da E.E. Padre Firmo visitam a cavalaria da Polícia MilitarLenine Martins/Sesp-MT2015-09-02T18:48:06ZAlunos da E.E. Padre Firmo visitam a cavalaria da Polícia Militar
Alunos da E.E. Padre Firmo visitam a cavalaria da Polícia Militarhttp://www.seduc.mt.gov.br/Galeria de Fotos/Forms/DispForm.aspx?ID=5655&RootFolder=/Galeria de FotosAlunos da E.E. Padre Firmo visitam a cavalaria da Polícia MilitarLenine Martins/Sesp-MT2015-09-02T18:48:50ZAlunos da E.E. Padre Firmo visitam a cavalaria da Polícia Militar
Alunos da E.E. Padre Firmo visitam a cavalaria da Polícia Militarhttp://www.seduc.mt.gov.br/Galeria de Fotos/Forms/DispForm.aspx?ID=5654&RootFolder=/Galeria de FotosAlunos da E.E. Padre Firmo visitam a cavalaria da Polícia MilitarLenine Martins/Sesp-MT2015-09-02T18:55:22ZAlunos da E.E. Padre Firmo visitam a cavalaria da Polícia Militar
Alunos da E.E. Padre Firmo visitam a cavalaria da Polícia Militarhttp://www.seduc.mt.gov.br/Galeria de Fotos/Forms/DispForm.aspx?ID=5653&RootFolder=/Galeria de FotosAlunos da E.E. Padre Firmo visitam a cavalaria da Polícia MilitarLenine Martins/Sesp-MT2015-09-02T18:57:58ZAlunos da E.E. Padre Firmo visitam a cavalaria da Polícia Militar