Marrafon visita 12 escolas na região de Jaciarahttp://www.seduc.mt.gov.br/Paginas/Marrafon-visita-12-escolas-na-região-de-Jaciara.aspxMarrafon visita 12 escolas na região de Jaciara<img alt="" height="191" src="/Galeria%20de%20Fotos/Marrafon%20visita%2012%20escolas%20em%20Jaciara%20e%20região.jpg" width="300" style="BORDER:0px solid;" /><p>​</p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;">Com o intuito de conhecer os espaços, ouvir os profissionais da educação e alunos da rede pública, o secretário de Educação, Esporte e Lazer de Mato Grosso, Marco Marrafon, visitou 12 escolas estaduais nos municípios de Jaciara, São Pedro da Cipa e Juscimeira, nesta quinta-feira (25.08). Ao lado do deputado estadual Max Russi, Marrafon recebeu as demandas das unidades escolares e anunciou que a equipe técnica da Seduc-MT, formada por engenheiros e arquitetos, estará nas escolas na primeira quinzena de setembro para analisar individualmente a situação de cada uma e buscar rapidamente solucionar problemas estruturais.</p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;"><br></p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;"><img src="/Galeria%20de%20Fotos/Marrafon%20visita%2012%20escolas%20em%20Jaciara%20e%20região.jpg" alt="" style="margin:5px;width:510px;height:325px;" /> </p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;">O secretário esteve em oito escolas de Jaciara, cidade situada a cerca de 150 quilômetros a oeste de Cuiabá, uma em São Pedro da Cipa e três em Juscimeira, municípios vizinhos. Juntas, as unidades atendem mais de cinco mil alunos da região, tanto do ensino fundamental quanto do ensino médio.</p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;">Em todas as escolas, Marrafon destacou o trabalho desempenhado pelos diretores, professores, coordenadores e assessores pedagógicos e parabenizou os profissionais que, mais do que cumprirem seus papeis, são responsáveis pela condução de projetos e iniciativas próprias de cada escola, como o cultivo de hortas, por exemplo. Pontuou, ainda, que pretende conhecer as boas práticas já desenvolvidas e aprimorá-las.</p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;">“Essas visitas são extremamente importantes para que possamos vistoriar essas escolas, verificar de perto a situação delas e traçar um planejamento adequado para a solução das demandas que nos foram passadas. Sabemos que cada uma tem suas características e peculiaridades e, nesse momento, quando vejo o olhar de vocês, vejo e sinto o carinho, o amor que constrói vidas e isso não tem valor. Vocês salvam vidas todos os dias”, disse Marrafon aos educadores.</p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;">Diretora da Escola Antônio José de Lima, em Juscimeira, a professora Sônia Pinheiro de Matos ficou emocionada com a visita do secretário de Educação e falou sobre as dificuldades enfrentadas diariamente pelos profissionais e alunos, mas garantiu que a recompensa é gratificante. “É difícil, mas é prazeroso, trabalhamos com gente de todos os tipos, classes sociais, desafios e problemas, mas a gente conversa com muitas pessoas e percebemos que isso faz a diferença e fazemos isso com amor mencionado pelo secretário”, afirmou.</p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;"><strong>Pró-Escola</strong></p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;">Marrafon aproveitou as visitas às escolas para falar sobre o programa Pró-Escola, que contemplará os eixos Estrutura, Ensino e Inovação, e será lançado nas próximas semanas. Nas conversas com a comunidade escolar, explicou que a Seduc-MT trabalhará para melhorar a estrutura escolar, propiciando uma grande mudança na rede. “Costumo dizer que não serão escolas novas, mas sim novas escolas. Percebemos que várias escolas estão em situações que não têm a menor condição dos alunos continuarem lá e por isso lançaremos esse programa com o intuito de transformar a ambiência escolar”, adiantou.</p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;">Também falou sobre os eixos Ensino, que trabalhará com currículo, formação (aluno e professor), avaliação e correção de fluxo para diminuir a evasão escolar, e Inovação, que será focado no ensino digital nas escolas de Mato Grosso. A ideia, de acordo com o secretário Marrafon, é tornar o ensino mais atrativo para as crianças e adolescentes, com iniciativas que visem o aprendizado.</p>Marrafon visita 12 escolas na região de Jaciara
Estudantes da Escola Antônio Epaminondas vivenciam campanha eleitoralhttp://www.seduc.mt.gov.br/Paginas/Estudantes-da-Escola-Antônio-Epaminondas-vivenciam-campanha-eleitoral.aspxEstudantes da Escola Antônio Epaminondas vivenciam campanha eleitoral<img alt="" height="200" src="/Galeria%20de%20Fotos/DSC_0059%20(Small).jpg" width="300" style="BORDER:0px solid;" /><p>​</p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;">Gestores, professores e estudantes da Escola Estadual Antônio Epaminondas, em Cuiabá, participaram na manhã desta sexta-feira (26.08) do lançamento dos partidos que vão concorrer nas eleições simuladas nas escolas deste ano. A inciativa faz parte do programa Voto Consciente, desenvolvido pela Escola Judiciária Eleitoral, em parceria com a Secretaria Estadual de Educação, Esporte e Lazer (Seduc).</p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;"><br></p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;"><img src="/Galeria%20de%20Fotos/DSC_0059%20(Small).jpg" alt="" style="margin:5px;width:510px;height:340px;" /> </p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;">Ao todo, cinco unidades escolares da rede estadual participam do programa. Além da Escola Antônio Epaminondas, outras duas unidades de Cuiabá aderiram ao projeto: Leônidas Antero de Matos e André Luiz da Silva Reis. As demais são de Várzea Grande: Deputado Salim Nadaf e Dunga Rodrigues.</p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;">A secretária da Escola Judiciária Eleitoral do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE-MT), Janis Eyer Nakahati, explica que a iniciativa propicia aos estudantes a vivência de todas as etapas do processo eleitoral, desde a escolha de representantes partidários, campanhas eleitorais, debates, votação em urnas eletrônicas, até a apuração dos votos. “Além disso, os estudantes participam também de alguns processos da eleição oficial, realizados pelo Tribunal”, acrescenta.</p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;"><img src="/PublishingImages/Paginas/Forms/ARRUMADAS/DSC_0062%20(Small).jpg" alt="DSC_0062 (Small).jpg" style="margin:5px;width:510px;height:340px;" /><br></p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;">Cada escola organizará os partidos que representarão as seguintes políticas públicas: Partido do Direito à Vida e à Saúde (PDVS); Partido da Cultura, do Esporte e Lazer (PCEL); Partido do Respeito às Diversidades (PRD); Partido da Ética e Cidadania (PEC) e Partido da Educação e do Meio Ambiente (PEMA). Serão cinco alunos para representar cada partido.</p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;">Entre as atividades realizadas pelos estudantes estão a participação de sorteio do horário eleitoral, cerimônia de validação de fotos e cerimônia de lacre das urnas. E no dia das eleições municipais deste ano, conhecerão os procedimentos das votações paralelas, visitarão os locais de votação e apuração e totalização dos votos. “Sabemos que os jovens representarão o futuro da nossa sociedade. São eles que podem modificar a realidade que vivemos hoje. Precisamos suplantar a ideia de que o jovem é objeto político. Temos que mostrá-los como sujeito capaz de mediar, negociar e participar de todo o processo eleitoral”, frisa.</p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;"><strong>Propostas</strong></p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;"><strong><img src="/PublishingImages/Paginas/Forms/ARRUMADAS/DSC_0118%20(Small).jpg" alt="DSC_0118 (Small).jpg" style="margin:5px;width:510px;height:340px;" /><br></strong></p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;">O estudante Luís Henrique Santiago Amorim Gonçalves, 15 anos, do 1º ano do Ensino Médio Integral, diz que o projeto ajudará os alunos a conhecer um pouco mais sobre cidadania, ética e a importância da política para a escola. “O projeto contribui para que tenhamos o jovem cada vez mais crítico. Através dele poderemos repercutir na nossa família e na comunidade, pois precisamos de cidadãos críticos e que exerçam a cidadania de forma correta e seremos multiplicadores dessas ações”, garante.</p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;">Inaer Magalhães, 17 anos, aluna do 2º ano do Ensino Médio Integral, concorda. “O jovem aprende a apoiar o próximo, entender e respeitar o ser humano independente de seu credo, sua raça, sua orientação sexual, sua classe social, pois vivemos em um mundo com pessoas diferentes, mas o respeito é a base de tudo”, aponta a garota, assegurando que o projeto ensina sobre senso democrático, além de proporcionar o conhecimento sobre a vida de uma forma geral e respeito ao próximo.</p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;"><img src="/PublishingImages/Paginas/Estudantes-da-Escola-Antônio-Epaminondas-vivenciam-campanha-eleitoral/DSC_0122%20(Small).JPG" alt="DSC_0122 (Small).JPG" style="margin:5px;width:510px;height:340px;" /><br></p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;">Sobre as propostas dos partidos para a escola, a jovem diz que independente de quem vencer, os alunos já colocam em prática a cidadania. “Nosso partido iniciou projetos para trazer palestras sobre adoção, casamento com pessoas do mesmo sexo, peças teatrais, brincadeiras, entre outros”.</p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;">O diretor da escola, Eber José Correa, ressalta que o projeto sensibiliza o aluno sobre a importância do voto e do papel do cidadão em um cenário atual onde se vê muita corrupção.</p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;"><img src="/PublishingImages/Paginas/Forms/ARRUMADAS/DSC_0111%20(Small).jpg" alt="DSC_0111 (Small).jpg" style="margin:5px;width:510px;height:340px;" /> </p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;">Para ele é importante a tarefa de escolher corretamente os candidatos e propostas, que possam efetivamente contribuir para a melhoria da realidade da comunidade, da cidade, e para isso a conscientização deve começar com as crianças e adolescentes. “No futuro esse jovem poderá se tonar um político e para que ele faça uma política de ação que contemplem as melhorias necessárias, que beneficiem sua cidade, seu bairro, sua comunidade, a orientação e formação deve ocorrer o quanto antes”, avalia, o gestor, destacando que é na escola que está a base do conhecimento que serão propagados para outras pessoas.</p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;"><strong>Programa Voto Consciente</strong></p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;"><strong><img src="/PublishingImages/Paginas/Forms/ARRUMADAS/DSC_0101%20(Small).JPG" alt="DSC_0101 (Small).JPG" style="margin:5px;width:510px;height:340px;" /><br></strong></p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;">Criado em 2011, o programa Voto Consciente foi desenvolvido pela Escola Judiciária Eleitoral em parceira com a Secretaria de Estado de Educação de Mato Grosso.</p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;">Ao longo dos anos, tem despertado nos estudantes de escolas públicas a consciência cívica, os princípios éticos e a estimulação da participação política consciente, livre e democrática.</p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;">​<br></p>Estudantes da Escola Antônio Epaminondas vivenciam campanha eleitoral
Estudantes se apresentam em inauguraçãohttp://www.seduc.mt.gov.br/Paginas/Estudantes-se-apresentam-em-inauguração.aspxEstudantes se apresentam em inauguração<img alt="" height="180" src="/Galeria%20de%20Fotos/20160811_133330%20(Small).jpg" width="300" style="BORDER:0px solid;" /><p>​</p><p style="text-align:justify;">O Complexo Histórico e de Turismo de Mimoso, mais conhecido como Memorial Rondon foi inaugurado na manhã desta quarta-feira (24.08). Na solenidade, estudantes da Escola Estadual Santa Claudina, localizada em frente ao monumento no distrito de Mimoso, em Santo Antônio do Leverger (a 70 km de Cuiabá), fizeram apresentações artísticas que destacam a história e a importância do marechal Cândido Mariano da Silva Rondon para o desenvolvimento de Mato Grosso. </p><p style="text-align:justify;"><img src="/Galeria%20de%20Fotos/20160811_133330%20(Small).jpg" alt="" style="margin:5px;width:510px;height:306px;" /> </p><p style="text-align:justify;">O Hino de Rondon foi entoado pelo coral composto por estudantes da educação de jovens e adultos (EJA). Enquanto crianças do 6º ano do Ensino Fundamental apresentaram um diálogo que contava a história do Marechal e de outros mato-grossenses ilustres.</p><p style="text-align:justify;">Além das apresentações, os estudantes de escolas estaduais e municipais visitaram a exposição fotográfica, disposta no memorial e ainda conversaram com o governador Pedro Taques. "Nos sentimos privilegiados, o governador passou horas atendendo a nossa comunidade, além de atender essa demanda histórica, que é a inauguração do Memorial", conta o diretor da EE santa Claudina, Luiz Domingos Gonçalves Filho. </p><p style="text-align:justify;"><img src="/PublishingImages/Paginas/Forms/ARRUMADAS/20160811_104833%20(Small).jpg" alt="20160811_104833 (Small).jpg" style="margin:0px 5px;width:450px;height:750px;" /> </p><p style="text-align:justify;">Mais do que essa apresentação pontual, os estudantes da escola estadual, fazem ações durante todo ano, relacionadas a memória de Rondon. O diretor exemplifica a participação dos alunos no projeto Educomunicação, uma parceria entre Secretaria de Estado de Educação, Esporte e Lazer (Seduc) e Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). </p><p style="text-align:justify;">No trabalho multimídia os jovens entrevistam pessoas da comunidade e visitantes tendo como pauta o Marechal Rondon, e também explicam um pouco sobre a personalidade do mimosiano mais ilustre. </p><p style="text-align:justify;"><strong>Mimoso</strong></p><p style="text-align:justify;"><strong><img src="/PublishingImages/Paginas/Forms/ARRUMADAS/20160824_113649%20(Small).jpg" alt="20160824_113649 (Small).jpg" style="margin:5px;width:510px;height:306px;" /><br></strong></p><p style="text-align:justify;">O Complexo Histórico e de Turismo de Mimoso, além de uma homenagem ao patrono das Comunicações, Marechal Cândido Rondon, é também um espaço dedicado à cultura, turismo e educação.</p><p style="text-align:justify;">A escola Santa Claudina em compõe defronte ao Memorial esse complexo. Fundada em 1948, a escola marca o local de nascimento de Rondon, e também onde residiram e estão sepultados os pais do marechal. </p><p style="text-align:justify;">Os fatos históricos são representados por obeliscos construídos no jardim da escola. A unidade escolar em Mimoso atende cerca de 300 alunos de ensino fundamental, ensino médio e educação de jovens e adultos (EJA), na sede, e em duas salas anexas, nas localidades vizinhas de Porto de Fora e comunidade Água Branca. </p><p style="text-align:justify;">Anexo à escola Santa Claudina foi inaugurada no ano passado a Sala da Memória de Rondon, no antigo posto telefônico do distrito. O local retrata a convivência de marechal Cândido Rondon com a comunidade. </p>Estudantes se apresentam em inauguração
Ouvidoria do Estado já recebeu 11 mil registros em 2016http://www.seduc.mt.gov.br/Paginas/Ouvidoria-do-Estado-já-recebeu-11-mil-registros-em-2016.aspxOuvidoria do Estado já recebeu 11 mil registros em 2016<img alt="" height="200" src="/Galeria%20de%20Fotos/gestores%20das%20unidades%20escolares%20participam%20de%20pesquisa%20da%20cge.jpg" width="300" style="BORDER:0px solid;" /><p>​​</p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;">O Governo de Mato Grosso recebeu 32% a mais de participação social via Ouvidoria de 1º de janeiro a 15 de agosto de 2016 na comparação com igual período do ano anterior. Em números absolutos, foram 11.897 manifestações. </p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;">No mesmo período de 2015, a Ouvidoria teve 9.003 registros. Os dados são da Controladoria Geral do Estado (CGE), órgão responsável pela coordenação da atividade de Ouvidoria no Poder Executivo Estadual. </p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;">Das 11.897 participações, 5.529 foram solicitações relacionadas a andamentos de processos e esclarecimentos de dúvidas sobre como acessar serviços públicos; 3.578 reclamações; 1.890 denúncias; 427 elogios; 245 pedidos de informação; e 228 sugestões. </p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;">A maioria dos temas das manifestações estava relacionada aos seguintes órgãos e entidades estaduais: Educação (Seduc), Fazenda (Sefaz), Detran, Saúde (SES), Gestão (Seges), Junta Comercial (Jucemat) e Meio Ambiente (Sema). </p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;">O superintendente de Ouvidoria (CGE-MT), Christian Pizzatto de Moura, explica que os números são resultado da política de fomento à participação efetiva do cidadão na gestão estadual. </p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;">Destaque, segundo ele, para a ampliação da divulgação (via veículos oficiais) dos canais de acesso à Ouvidoria; a qualidade e o tempo de resposta à sociedade (88,26% das demandas são respondidas em até 30 dias, prazo máximo previsto na Lei Complementar nº 361/2009) e a expansão da rede de ouvidores setoriais junto aos órgãos. </p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;"><strong>Controle interno </strong></p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;">O secretário-controlador geral do Estado, Ciro Rodolpho Gonçalves, complementa que, no Governo de Mato Grosso, o papel da Ouvidoria vai além da missão “originária” de receber e responder as demandas do cidadão. Isso porque a Ouvidoria integra o ciclo de controle interno (pela economicidade, qualidade e agilidade da gestão pública), que compreende também as funções de Controle, Auditoria e Corregedoria, todas sob a coordenação da CGE e com base na premissa de articulação entre as atividades. </p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;">“Há uma ideia estigmatizada de que o controle é somente auditoria. Na verdade a auditoria é apenas uma das atividades de controle. Nesse contexto, destaco que a gestão enxerga os ouvidores como controladores, como uma das engrenagens fundamentais do que a gestão e o cidadão esperam do controle”, afirma Gonçalves. </p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;">No ciclo de controle interno, uma demanda que chega à Ouvidoria pode, de maneira célere e qualificada, desencadear ações de auditoria e controle, bem como apurações de responsabilidade administrativa de servidores e de fornecedores, com reflexos, inclusive, no âmbito judicial. </p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;"><strong>Atuação em rede </strong></p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;">A Ouvidoria do Estado de Mato Grosso está organizada em rede, ou seja, as ouvidorias de cada órgão estão interligadas pelo sistema eletrônico “Fale Cidadão” para registro das manifestações e seguem diretrizes comuns de atuação estabelecidas pela CGE, por meio da Ouvidoria Geral. </p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;">Além disso, está estruturada para receber críticas, sugestões ou denúncias acerca de qualquer área de competência do Poder Executivo Estadual pelos mesmos canais de contato. São eles: discagem gratuita pelo 0800-647-1520, ligação local pelo número 162 e registro pelo endereço<a href="http://www.ouvidoria.mt.gov.br/falecidadao/" target="_blank" style="color:#009ae5;">www.ouvidoria.mt.gov.br/falecidadao</a> (redirecionamento está disponível em todos os sites dos órgãos). </p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;">As Ouvidorias das secretarias e entidades também realizam atendimento presencial, postal e via e-mail (específico e divulgado nos sites de cada pasta). </p>Ouvidoria do Estado já recebeu 11 mil registros em 2016
ADEPE-MT: Seduc divulga resultados de avaliação por municípiohttp://www.seduc.mt.gov.br/Paginas/ADEPE-MT-Seduc-divulga-resultados-de-avaliação-por-município.aspxADEPE-MT: Seduc divulga resultados de avaliação por município<img alt="" height="200" src="/Galeria%20de%20Fotos/DSC_0007.jpg" width="300" style="BORDER:0px solid;" /><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;">​​​Com o objeto de dar transparência e publicidade, a Secretaria de Estado de Educação, Esporte e Lazer (Seduc) e o Centro de Políticas Públicas e Avaliação da Educação da Universidade Federal de Juiz de Fora (CAEd/UFJF) publicaram nesta terça-feira a versão online da Revista do Sistema da Avaliação Diagnóstica do Ensino Público Estadual de Mato Grosso (Adepe-MT). No material as instituições apresentam à sociedade escolar e à comunidade, a partir da realidade e dos elementos curriculares do contexto local, o nível de proficiência de estudantes da Educação Básica da rede estadual.</p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;">Foram avaliados alunos do 2º, 4º, 6º e 8º ano do Ensino Fundamental e do 1º e 2º ano do Ensino Médio, em Língua Portuguesa e Matemática. Com a exceção do 2º ano do Ensino Fundamental, para o qual o Ministério da Educação (MEC) aplica a Provinha Brasil sem escalonamento do grau de proficiência, os demais anos não são avaliados. </p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;">As análises baseiam-se na Matriz de Referência para a avaliação, que tem sua origem nas matrizes e orientações curriculares. Os padrões de desempenho foram divididos em escalas: Abaixo do Básico, Básico, Proficiente e Avançado.</p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;">De acordo com o superintendente de Formação dos Profissionais da Educação da Seduc, Kilwangy Kya Kapitango-a-Samba, o objetivo da avaliação foi diagnosticar as necessidades de aprendizagens dos estudantes para planejar, executar e orientar intervenções pedagógicas em sala de aula e políticas públicas com foco na melhoria da educação. “Além de fomentar ações de formação e desenvolvimento dos profissionais da Educação Básica, considerando os educadores como protagonistas de transformação social e inovação no ensino, na aprendizagem e na gestão educacional”, afirma.</p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;">Para ele, os resultados apresentados por escolas nos municípios são importantes para que as equipes de atendimento, como os técnicos da Seduc, as Assessorias Pedagógicas, Centros de Formação (Cefapros), tenham acesso às informações e possam verificar como está o desempenho em cada uma delas. “Assim, cada setor, naquilo que lhe compete fazer, deve criar estratégias para o atendimento e melhoria da proficiência dos estudantes”.</p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;"><strong>Interpretação dos dados</strong></p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;">A Seduc já desenvolve ações formativas em análise, interpretação e apropriação dos resultados colhidos. “Já temos uma formação prevista para ocorrer em setembro, com os professores formadores dos Cefapros. Momento em que apontaremos os caminhos para que eles possam interpretar esses dados e identificar em quais descritores os estudantes apresentam dificuldades, para promover intervenções pedagógicas”, frisa Kapitango-a-Samba.</p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;">Por outro lado, o superintendente salienta que as avaliações são indicadores. “São ferramentas fundamentais para que os administradores do sistema e das escolas tomem decisões para melhorar o desempenho dos estudantes. Os dados quantitativos não expressam 100% do desempenho da escola. Não são elementos para fazer julgamentos absolutos, pois não representam a totalidade dos discentes de cada unidade escolar”.</p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;"><strong>Dados individuais</strong></p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;">Kapitango-a-Samba explica que além dos resultados gerais disponíveis na Revista do Sistema de Avaliação, dados individualizados foram fornecidos exclusivamente a cada uma das escolas avaliadas. Dessa forma, cada professor e unidade escolar conhecerá as dificuldades de aprendizagem de cada estudante, para planejar procedimentos didáticos que os auxiliem no processo de construção do conhecimento e desenvolvimento de habilidades, capacidades e competências.</p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;">“Considerando que os resultados são disponibilizados nominalmente, para preservar a individualidade dos estudantes, não podemos, por questões éticas, torna-los públicos, para pessoas que não são docentes da escola”, finaliza o superintendente.</p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;">A sociedade terá acesso às informações gerais no site da Adepe-MT:<a href="http://www.adepemt.caedufjf.net/" style="color:#009ae5;">http://www.adepemt.caedufjf.net/</a></p><div><br></div>ADEPE-MT: Seduc divulga resultados de avaliação por município
Endipe 2016 proporciona oportunidade de divulgação nacional para produtos de MThttp://www.seduc.mt.gov.br/Paginas/Endipe-2016-proporciona-oportunidade-de-divulgação-nacional-para-produtos-mato-grossenses.aspxEndipe 2016 proporciona oportunidade de divulgação nacional para produtos de MT<img alt="" height="200" src="/Galeria%20de%20Fotos/pavilhao-4-732x488%20(Small).jpg" width="300" style="BORDER:0px solid;" /><p>​​</p><p>O XVIII Encontro Nacional de Didática e Pratica de Ensino (ENDIPE), além de fazer seu papel de reunir pesquisadores de todos os estados brasileiros, para discutir sobre as particularidades, limitações e dificuldades na prática educacional, também está gerando emprego e renda aos 17 participantes da feira de livros, artesanato e gastronomia.</p><p>A coordenadora de Planejamento do ENDIPE 2016, Claudia Moreira,  explicou que convidou empreendedores de diversas áreas para prestar um serviço de qualidade aos participantes do evento, promovendo assim, comodidade  e maior integração entre eles. "Com essa iniciativa não há necessidade dos inscritos e visitantes saírem do local do evento para comparar um livro ou um artesanato da região".</p><p>A coordenadora também destacou o apoio do evento junto às editoras. "Durante o evento as editoras têm a oportunidade de apresentar e vender seus livros e dos autores fazerem contato com as grandes editoras e seu público. Nesses dois dias do encontro, já realizamos o lançamento de 31 livros, entre autores mato-grossenses e de outros estados", concluiu.</p><p>A empresária do Ramo de chocolates artesanais, Lauren Guimarães, declarou que essa é uma oportunidade excelente na divulgação do seu negócio. "Hoje, se você for expor estande em um evento, você precisa pagar diária ou fazer um contrato e paga o valor referente a todos os dias. Nesse caso não, entrei em contato com a organização do evento e consegui participar sem nenhum custo. Estou muito empolgada, porque além de vender estou divulgando meu produto para outros estados, já fiz contato com pessoas de Campo Grande (MS), São Paulo (SP), e Curitiba (PR)", disse Lauren.</p><p>O diretor da Cortez Editora, Antônio Erivan Gomes, falou da oportunidade de interação com os profissionais da educação. "O ENDIPE, assim como todos os eventos da área da educação que participamos, é a oportunidade que temos para manter contato direto com os nossos autores e também com pesquisadores de várias universidades do país", afirmou.</p><p>"O evento teve uma grande fluência de público, o que nos favoreceu uma boa venda de livros e também fizemos promoções que atraíram os professores, dando oportunidade de comprar aquele livro tão desejado, ou até mesmo o livro que emprestou para o aluno e não foi devolvido. Então, essas ocasiões acabam sendo únicas para que o pesquisador reforce sua biblioteca", finalizou Gomes.</p><p> </p><p><strong>ENDIPE 2016 </strong></p><p><strong></strong>Uma realização da UFMT (Universidade Federal de Mato Grosso), Instituto de Educação – Grupo de Pesquisa Estudos de Filosofia e Formação (EFF) e Fundação Uniselva. Com apoio do Governo do Estado de Mato Grosso, por meio da Secretaria de Estado Educação (Seduc) e Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia (Secitec). O evento conta também com o apoio da Prefeitura de Cuiabá, por meio da Secretaria de Cultura, Esporte e Turismo.​</p>Endipe 2016 proporciona oportunidade de divulgação nacional para produtos de MT

Último Vídeo ( + Vídeos )

 

 

A Importância das aulas práticas de Ciências no Ensino Fundamental na Escola Estadual “Deputado João Evaristo Curvo” no município de Jauru – MT.http://www.seduc.mt.gov.br/Paginas/A-Importância-das-aulas-práticas-de-Ciências-no-Ensino-Fundamental-na-Escola-Estadual-“Deputado-João-Evaristo-Curvo”-no-mun.aspxA Importância das aulas práticas de Ciências no Ensino Fundamental na Escola Estadual “Deputado João Evaristo Curvo” no município de Jauru – MT.
Diversidade e Educação Ambientalhttp://www.seduc.mt.gov.br/Paginas/Diversidade-e-Educação-Ambiental.aspxDiversidade e Educação Ambiental

 

 

Policiais visitam escolas de VG para levar proteção e lições de vidahttp://www.seduc.mt.gov.br/Paginas/Policiais-visitam-escolas-de-VG-para-levar-proteção-e-lições-de-vida.aspxPoliciais visitam escolas de VG para levar proteção e lições de vida<p>​​</p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;">Gustavo Henrique Luz de Azevedo tinha nove anos quando foi vítima de um assalto. À ocasião, policiais militares passavam pelo local e conseguiram prender os bandidos.</p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;">Cinco anos se passaram, e o adolescente, agora com 14 anos, teve a oportunidade de um novo contato com a Polícia Militar. Desta vez, para conhecer outro tipo de atividade policial: o trabalho preventivo.</p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;">Gustavo é aluno da Escola Estadual Honório Rodrigues de Amorim, que fica no bairro Dom Orlando Chaves, em Várzea Grande.  A unidade escolar recebeu, na terça-feira (23.08), palestra e atividades interativas do projeto Ronda Escolar.</p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;">Militares do 25º Batalhão de Polícia Militar passaram aos estudantes do 8º e 1º ano orientações sobre respeito, cidadania, disciplina, além de instruções de ordem unida.  </p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;">“É a primeira vez que participo de uma palestra com policiais e gostei muito. Foi bem explicativa. Agora sei o que é ser um cidadão correto e exemplar”, disse Gustavo.</p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;">O estudante diz acreditar que tais atividades fossem levadas a todas as escolas, os jovens iriam mudar seus conceitos sobre a polícia.</p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;">“Pensamos no policial como alguém que prende e bate em todo mundo. Mas são pessoas que nos ajudam, nos protegem. E isso eu tenho em mente desde quando salvaram minha vida no assalto. Desde então, fiquei muito agradecido e passei a admirar bastante a polícia”, declarou Gustavo.  </p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;">Professora de ciências da unidade escolar, Jéssica Arruda Said acompanhou todas as atividades desenvolvidas pelos policiais durante a tarde e ressaltou a importância da iniciativa.</p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;">“É a primeira vez que assisto a uma ação como essa, e achei de extrema importância. Espero que ocorra mais vezes nas escolas, pois hoje sofremos muito com a indisciplina dos alunos em relação aos professores e funcionários”, disse.</p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;">Em outro ponto de Várzea Grande, no bairro Parque do Lago, estudantes da Escola Estadual Dunga Rodrigues também foram contemplados com ações do projeto Ronda Escolar.</p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;">O coordenador pedagógico da unidade, Odemilson Manuel de Almeida, disse que o projeto atende as necessidades da escola.</p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;">“Nossa unidade é bem ampla em espaço físico, e localizada em meio a uma comunidade bem carente. Sofremos com problemas relacionados às drogas. E, pelo projeto, os policiais fazem a ronda no entorno da escola, e entram na unidade para prestar orientações de prevenção às drogas, de comportamento e cidadania”, declarou Odemilson.</p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;">Antes do início das ações da polícia, lembra o coordenador, os alunos eram bem mais agitados. “Hoje, poucos estudantes ficam fora das salas em horário de aula. Além disso, eles se sentem mais protegidos e os criminosos acabam ficando mais receosos de estarem no entorno da escola”, disse.</p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;">A Escola Estadual Domingos Sávio Brandão de Lima recebeu o projeto pela primeira vez, nesta quarta-feira (24.08). Segundo a gestora da unidade, Fany Heloísa Costa, a ação do 25º BPM auxilia o trabalho de prevenção à violência no entorno da escola.</p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;">“É a primeira vez que a unidade recebe a palestra, e achamos isso muito importante, pois complementa o que estamos trabalhando, que é a socialização para formar cidadãos conscientes, críticos, honestos, que colaboram para uma sociedade em harmonia”, afirmou a gestora.</p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;">O projeto também já passou pela Escola Estadual José Leite de Moraes, em Várzea Grande. O coordenador pedagógico, Jarbas Santiago, disse que é notória a diferença no comportamento dos alunos, dentro e fora da sala de aula.</p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;">“As turmas que receberam as palestras tiveram um relacionamento entre aluno e professor substancialmente melhorado. A unidade escolar estava sofrendo assaltos constantes, inclusive com criminosos que encostavam no portão da escola para subtrair os aparelhos celulares dos alunos. E este ano, depois das visitas e presença dos policiais, não tivemos mais nenhum caso relatado nesse sentido”, declarou Jarbas.  </p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;"><strong>O PROJETO</strong></p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;">O projeto Ronda Escolar está em funcionamento há cerca de um ano e meio e é desenvolvido por militares do 25º Batalhão de Polícia Militar de Várzea Grande.</p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;">A ação foi pensada como uma maneira de aproximar o público infanto-juvenil da polícia e evitar que crianças e adolescentes sigam o caminho do crime.</p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;">Com apoio de uma viatura, os policiais fazem rondas no entorno das 26 escolas públicas, municipal e estadual, da área de atendimento do batalhão.</p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;">“É um serviço preventivo para que os alunos possam retornar aos seus lares com segurança e evitar que aconteçam roubos e furtos”, disse o responsável pelo projeto Ronda Escolar, 3º Sargento PM Júlio Cezar dos Santos Jorge.</p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;">Além das rondas, os militares ministram palestras aos estudantes em sala de aula. “Fazemos a ronda no entorno e também entramos na escola para conversar com alunos, professores e diretores, para saber se a unidade possui algum problema relacionado à segurança pública e passamos orientações”, explicou. ​​</p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;">​<a href="http://goo.gl/e8xkbp">Assista o Vídeo</a></p>2016-08-27T04:00:00.0000000Z
Escola de Governo realiza curso de Elementos Operacionais em Gestão de Pessoashttp://www.seduc.mt.gov.br/Paginas/Escola-de-Governo-realiza-curso-de-Elementos-Operacionais-em-Gestão-de-Pessoas.aspxEscola de Governo realiza curso de Elementos Operacionais em Gestão de Pessoas<p>​</p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;">A Secretaria de Estado de Gestão, por meio da Superintendência da Escola de Governo, realiza na próxima semana, entre os dias 29 de agosto e 02 de setembro, o curso Elementos (Aspectos) Operacionais Fundamentais em Gestão de Pessoas. A qualificação será realizada nos períodos matutino e vespertino, para turmas de 40 alunos.</p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;">O curso será realizado em parceria com a Controladoria Geral do Estado (CGE) e visa proporcionar ao servidor público conhecimento básico do Direito Administrativo e de administração nesta área específica, mediante a transferência de informações colhidas na doutrina, na jurisprudência e na legislação vigente, buscando um aperfeiçoamento da capacidade de desenvolvimento eficiente, efetivo e fundamentado para o exercício de suas atribuições funcionais.</p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;">Entre as temáticas a serem tratadas durante a qualificação estão: domínio de conceitos e terminologia técnica jurídica e administrativa aliada à postura reflexiva e crítica; conhecimento e aplicação dos diversos ramos do Direito e da Administração na perspectiva organizacional e social e adequada atuação técnica, em diferentes instâncias administrativas, com a devida utilização de procedimentos, rotinas e atos.</p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;">Durante o treinamento serão enfatizados casos concretos da área de gestão que geram controvérsia, apresentando as diversas soluções que podem ser adotadas em cada caso, e os riscos administrativos. Também serão apresentadas aos alunos as diversas fontes de regras para as soluções de casos rotineiros na área de recursos humanos.</p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;">O curso é direcionado aos servidores lotados nas unidades setoriais de controle interno e aos responsáveis pela área de gestão de pessoas de todos os órgãos. As vagas já foram todas preenchidas.</p><div><br></div>2016-08-26T04:00:00.0000000Z
Cerca de 17% dos servidores ainda precisam se recadastrarhttp://www.seduc.mt.gov.br/Paginas/Cerca-de-17-dos-servidores-ainda-precisam-se-recadastrar.aspxCerca de 17% dos servidores ainda precisam se recadastrar<p>​​</p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;">A Secretaria de Estado de Gestão alerta os servidores e empregados públicos ativos que o prazo para atualização cadastral anual se encerra no próximo dia 31 de agosto. A apenas seis dias do prazo final, 17,25% dos funcionários ainda não concluíram seu recadastramento e poderão ter seus salários suspensos a partir do próximo mês até que a situação seja regularizada.</p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;">Do número total de servidores e empregados públicos ativos, 95,4% já iniciaram o processo de recadastramento, mas se ele não for finalizado até o dia 31 deste mês, os salários serão suspensos da mesma maneira. Dos cerca de 50 mil servidores 4,6% ainda não deram início ao processo.</p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;">Entre os órgãos do Estado os que têm maiores índices de servidores que ainda não concluíram o recadastramento estão o Gabinete de Desenvolvimento Regional e as secretarias de Saúde (SES), de Educação (Seduc), de Ciência Tecnologia e Inovação (Secitec), de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh) e a Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec).</p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;">Além da suspensão do pagamento da remuneração, o descumprimento da obrigação cadastral pode gerar a instauração de processo administrativo disciplinar para apuração dos fatos e, se for o caso, a aplicação das penalidades previstas em lei.</p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;">O recadastramento está sendo feito desde o dia 1º de julho e segue até 31 de agosto. Devem fazer a atualização cadastral anual todos os servidores públicos ativos e empregados de empresas públicas e sociedades de economia mista do Estado de Mato Grosso.</p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;">Todo o processo está sendo coordenado pela Seges. A etapa online é efetivada pelo portal (www.gestao.mt.gov.br), mas a parte presencial deve ser feita no órgão de origem de cada servidor ou empregado público.</p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;">Os servidores públicos ativos devem primeiro fazer a parte online, preenchendo a declaração de efetivo exercício e entregando-a em seguida ao habilitador de seu órgão para que seja validada a atualização.</p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;">Já o empregado público deve primeiro procurar o habilitador de seu órgão, preencher a declaração de efetivo exercício para obter o código validador de assiduidade, para então fazer o procedimento virtual pelo site.</p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;">Após a conclusão de todas as etapas, é gerado um número de protocolo, assegurando ao servidor que o registro foi realizado e encaminhado com sucesso.</p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;">Ficam desobrigados da atualização cadastral anual do ano de ingresso, os servidores e empregados públicos que ingressaram no serviço público a partir de 1º de julho de cada ano.</p><p style="color:#555555;font-family:calibri, arial, helvetica, sans-serif;font-size:16px;line-height:20px;text-align:justify;background-color:#ffffff;">A obrigação de proceder a atualização cadastral anual estende-se aos servidores e empregados públicos que se encontram cedidos, afastados, permutados ou licenciados.</p>2016-08-26T04:00:00.0000000Z

  
  
Tamanho da Imagem
  
  
  
Não há imagens a mostrar nesta exibição.

 

 

Marrafon visita 12 escolas na região de Jaciarahttp://www.seduc.mt.gov.br/Galeria de Fotos/Forms/DispForm.aspx?ID=6965&RootFolder=/Galeria de FotosMarrafon visita 12 escolas na região de JaciaraSeduc/MTMarrafon visita 12 escolas na região de Jaciara
Estudantes da Escola Antônio Epaminondas vivenciam campanha eleitoralhttp://www.seduc.mt.gov.br/Galeria de Fotos/Forms/DispForm.aspx?ID=6964&RootFolder=/Galeria de FotosEstudantes da Escola Antônio Epaminondas vivenciam campanha eleitoralMilton Figueiredo/Assessoria Seduc-MTEstudantes da Escola Antônio Epaminondas vivenciam campanha eleitoral
Estudantes se apresentam em inauguraçãohttp://www.seduc.mt.gov.br/Galeria de Fotos/Forms/DispForm.aspx?ID=6963&RootFolder=/Galeria de FotosEstudantes se apresentam em inauguração2016-08-11T17:33:00ZEstudantes se apresentam em inauguração
MEMORIAL RONDONhttp://www.seduc.mt.gov.br/Galeria de Fotos/Forms/DispForm.aspx?ID=6960&RootFolder=/Galeria de FotosMEMORIAL RONDONGcom-MTMEMORIAL RONDON
Começa em Cuiabá o maior encontro de pesquisadores de educação do paíshttp://www.seduc.mt.gov.br/Galeria de Fotos/Forms/DispForm.aspx?ID=6959&RootFolder=/Galeria de FotosComeça em Cuiabá o maior encontro de pesquisadores de educação do país2016-08-24T00:36:00ZComeça em Cuiabá o maior encontro de pesquisadores de educação do país
Memorial em homenagem a Rondon é inaugurado após 15 anoshttp://www.seduc.mt.gov.br/Galeria de Fotos/Forms/DispForm.aspx?ID=6958&RootFolder=/Galeria de FotosMemorial em homenagem a Rondon é inaugurado após 15 anos Junior Silgueiro/Gcom-MTMemorial em homenagem a Rondon é inaugurado após 15 anos
Ipiranga do Norte: Feira Multidisciplinar movimenta escolahttp://www.seduc.mt.gov.br/Galeria de Fotos/Forms/DispForm.aspx?ID=6957&RootFolder=/Galeria de FotosIpiranga do Norte: Feira Multidisciplinar movimenta escolaDivulgação2011-03-08T14:13:00ZIpiranga do Norte: Feira Multidisciplinar movimenta escola
Estudantes de Mato Grosso estão na final de concurso do MEChttp://www.seduc.mt.gov.br/Galeria de Fotos/Forms/DispForm.aspx?ID=6955&RootFolder=/Galeria de FotosEstudantes de Mato Grosso estão na final de concurso do MECGcom-MTEstudantes de Mato Grosso estão na final de concurso do MEC
Seduc publica resultados de Avaliação do Ensino em Mato Grossohttp://www.seduc.mt.gov.br/Galeria de Fotos/Forms/DispForm.aspx?ID=6954&RootFolder=/Galeria de FotosSeduc publica resultados de Avaliação do Ensino em Mato GrossoGcom-MTSeduc publica resultados de Avaliação do Ensino em Mato Grosso
Seduc suspende contrato com oficina mecânica por suspeita de irregularidades contratuaishttp://www.seduc.mt.gov.br/Galeria de Fotos/Forms/DispForm.aspx?ID=6951&RootFolder=/Galeria de FotosSeduc suspende contrato com oficina mecânica por suspeita de irregularidades contratuaisRafaella Zanol / Gcom MT2016-07-11T18:40:00ZSeduc suspende contrato com oficina mecânica por suspeita de irregularidades contratuais