Conteúdo da Página
  
  
Seduc implementa Núcleo de Qualidade de Vida em Tangará da Serra

​​

Mais de 700 servidores da educação participaram da cerimônia de implantação do Núcleo de Qualidade de Vida, em Tangará da Serra (239 km a Médio-Norte de Cuiabá). A ação da Secretaria de Estado de Educação, Esporte e Lazer (Seduc) visa resgatar a autoestima dos profissionais.

O secretário adjunto de Políticas de Gestão de Pessoas da Educação da Seduc, Édiulen Jesus de Arruda Leite, disse que a participação dos servidores é reflexo do bom trabalho que a secretaria vem desenvolvendo pela categoria.

“O núcleo está cumprindo o papel estabelecido pela Seduc e pelo Governo do Estado, que coloca o servidor como seu patrimônio maior. Então, vamos garantir que o servidor tenha direito a várias atividades e se sintam valorizados”, disse.

O núcleo ofertará atividades como zumba, ginástica laboral, pilates, hidroginástica, treinamento funcional e outros. Além disso, foram entregues as carteirinhas funcionais dos servidores, que dão acesso ao clube de descontos – Amigos da Seduc.


Com 16 anos de profissão, a professora de Geografia Lucimar Alves da Mata conta que chegou no evento pensando que a ação seria apenas lançada no município.

“Quando vim, achei que seria anunciado, algo que ainda iria acontecer. Mas não, encontrei uma ação que já é efetivada, que tem resultados. Gostei muito do que está sendo apresentado”, comemorou.

Ela argumentou ainda que é a primeira vez que se depara com uma ação concreta voltada aos cuidados com a saúde dos servidores da Educação. “É inovador e que seja uma política que dure. Não vejo isso como bondade, vejo como um direito que o funcionário público tem, é importante ser valorizado, reconhecido”.


Para a professora, a ação da Seduc e do Núcleo de Qualidade de Vida deve ser elogiada. “Ouvindo as falas, pensei como eu iria expressar minha opinião. Quando algo é bem feito, precisa ser falado. Acho isso importante, esse projeto está agradando a todos e posso falar pela escola onde trabalho”.

Com a carteirinha funcional em mãos, Lucimar vai aproveitar o clube de descontos e as atividades da academia do servidor.

Compromisso

Aos servidores, o secretário de Estado de Educação, Esporte e Lazer, Marco Aurélio Marrafon, lembrou da visita ao município de Tangará da Serra, em fevereiro deste ano, com a Seduc Interativa. Oportunidade em que ele e os adjuntos da pasta apresentaram o Programa Pró-Escolas.

O Programa é o maior programa de investimentos da história da Educação de Mato Grosso, com um orçamento de R$ 360 milhões para estrutura escolar até 2018.

A iniciativa abrange o desenvolvimento de ações em estrutura, ensino, inovação e esporte e lazer, com foco na melhoria da aprendizagem, na redução da evasão escolar e na valorização dos profissionais da Educação.

“Estive aqui e fiz o compromisso, dentro do eixo Ensino do Pró-Escolas, de que trabalharia a qualidade de vida dos nossos servidores, que cuidaria da valorização dos nossos profissionais. E aqui estamos, oito meses depois”, disse.


Segundo ele, o programa de qualidade de vida visa também resgatar a autoestima dos profissionais. “Envolve ainda o reconhecimento, o sentir orgulho de ser educador, de ser um profissional da educação. Então esse projeto é para vocês”, frisou.

O Núcleo de Qualidade de Vida já foi instaurado em Barra do Garças, Juara e Juína. A intenção agora é que Rondonópolis, Cuiabá e outras cidades polos do estado recebem o núcleo.

“Nossa equipe itinerante tem visitado as cidades. Ela é formada por psicólogos, profissionais que cuidam da postura em sala, técnico de voz e outros para não deixar nenhum profissional para trás”.

O secretário lembrou ainda que outros projetos estratégicos desenvolvidos pelo Pró-Escolas estão em andamento, como o AvaliaMT, que ascendeu o debate sobre a educação no estado, onde o objetivo final é um diagnóstico da rede e também o programa de Formação dos profissionais.

“Sabemos que os desafios são muitos, mas que podemos superá-los com a nossa união. Termino dizendo viva a Seduc viva, muito obrigado”, finalizou. 





20/10/2017Seduc-implementa-Núcleo-de-Qualidade-de-Vida-para-servidores-em-Tangará-da-SerraNovo
Mais de 70 mil pais já se cadastraram para receber SMS sobre fluxo escolar dos filhos

Em dois meses de funcionamento, mais de 70 mil pais e responsáveis já estão cadastrados no aplicativo Mira Aula, desenvolvido pela Mira Educação, em parceria com a Secretaria de Estado de Educação, Esporte e Lazer (Seduc).  O projeto faz parte das ações da pasta para combater à evasão escolar e melhorar o relacionamento entre a família e as escolas.

O Mira Aula é um aplicativo que funciona como diário de classe dos professores. Nele, o educador faz a chamada e lança as faltas online no sistema, que é integrado ao SigEduca, da Seduc. Com ele, os pais são avisados quando os filhos faltam à aula.

Conforme Hesloan Maia, do Núcleo de Fluxo Escolas Pró-IDEB, da Seduc, o sistema está funcionando normalmente e 1.188 professores já se cadastraram no sistema. “Para se ter uma ideia, 748 mil registros já foram lançados”, lembrou.

“É importante que, para o bom funcionamento do aplicativo, os professores façam o uso dele em sala de aula. O Mira Aula é aliado do educador, que ganha mais tempo para gerir o conteúdo em sala e até mesmo para fazer a chamada”.

Aos pais e responsáveis, Maia lembra que o cadastro pode ser feito por meio do 0800-8787-900. “No final do dia letivo, eles vão receber um SMS caso o filho tenha faltado a aula. É uma forma de aproximar a família da escola”.

Pró-Escolas

O Mira Aula foi pensado dentro do projeto de Correção de Fluxos, uma ação do eixo Ensino do Pró-Escolas, o maior programa de investimentos da história da Educação em Mato Grosso.

O programa desenvolve ações em Estrutura, Ensino, Inovação e Esporte e Lazer, com foco na melhoria da aprendizagem, redução da evasão escolar e na valorização dos profissionais. 

20/10/2017Mais-de-70-mil-pais-já-se-cadastraram-para-receber-SMS-sobre-fluxo-escolar-dos-filhosNovo
Municípios realizam Dia D para analisar Plano Estadual de Educação

Nesta sexta-feira (20) mais de 70 municípios mato-grossenses realizam a pré-conferência de Avaliação do Plano Estadual de Educação. O Dia D tem como objetivo revisar e adequar o Plano Estadual ao Plano Nacional, com metas e estratégias visando o aprimoramento educacional para o próximo decênio.

Participam da discussão representantes de todos os segmentos da área educacional, como diretores e dirigentes das escolas estaduais, municipais e particulares, gestores de instituições de ensino superior, representantes do sindicato dos profissionais da Educação, membros dos Conselhos Municipais, assessores pedagógicos, estudantes, pais ou responsáveis.

O secretário adjunto de Política Educacional da Secretaria Estadual de Educação, Esporte e Lazer (Seduc), Edinaldo Gomes de Sousa, que também é representante do Fórum Estadual de Educação, destaca a importância da realização da etapa municipal.

“É um momento para promover o diálogo e o debate entre vários segmentos sociais sobre a educação. É um espaço de participação coletiva de suma importância para o aprofundamento democrático, o exercício da cidadania e a construção de uma solução educacional para o estado”.

Durante o evento, os municípios também devem realizar a eleição para delegados que irão representar cada município na Conferência do Plano Estadual de Educação, prevista para o período de 22 e 25 de novembro, no Hotel Fazenda Mato Grosso, em Cuiabá.

Várzea Grande

Em Várzea Grande, a conferência municipal ocorreu nesta quarta-feira (18), no Anexo I da Secretaria de Educação, e reuniu durante todo o dia cerca de 200 pessoas.

De acordo com a subsecretária de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, Catarina Sena de Toledo, os trabalhos consistiram na leitura do texto básico do Plano pela comissão que propôs emendas que poderão ser aditivas, supressivas ou modificativas.

O texto foi encaminhado ao plenário para as deliberações. As emendas aprovadas por maioria simples foram encaminhadas via relatório para a comissão estadual. Também foram eleitos 35 delegados municipais.

“Reunimos representantes de todas as escolas municipais, estaduais, escolas conveniadas, instituições particulares e de ensino superior com unidades em Várzea Grande, além de representantes do sindicado, de todos os Conselhos Municipais, Guarda Municipal, vereadores e sociedade civil organizada para o debate democrático visando avançar na melhoria da qualidade de ensino para nossos alunos”, declarou.

Segundo a subsecretária, durante a Conferência, grupos foram formados pelos participantes que debateram as questões relacionadas ao Plano, subdivididas em sete eixos temáticos: Sistema Único de Ensino; Planos de Educação e Educação Básica; Plano de Educação e Educação Superior; Valorização Profissional; Plano de Educação e as diversidades; Plano de Educação e Educação inclusiva e Plano de Educação e financiamento.

A Conferência de Avaliação do Plano Estadual de Educação está prevista na Lei 1011/2014 que instituiu o Plano Estadual de Educação de Mato Grosso (PEE) que apresenta 17 metas básicas previstas para garantir a qualidade da educação no Estado de Mato Grosso, além de possibilitar revisão a cada três anos.​

20/10/2017Municípios-realizam-Dia-D-para-analisar-Plano-Estadual-de-EducaçãoNovo
Governo inaugura obras e assina ordem de serviço para construção de quadra

O governador Pedro Taques e o secretário de Educação, Esporte e Lazer (Seduc), Marco Marrafon, inauguram duas obras em escolas e assinam uma ordem de serviço para a construção de mais uma quadra poliesportiva nesta sexta-feira (20.10), em Tangará da Serra (239 km a médio-norte de Cuiabá).

Às 10h, o governador e o secretário visitaram a EE Jada Torres. A unidade recebeu um investimento de mais R$ 360 mil em obras, que contemplou a ampliação de duas salas de aula, além de reformas na cozinha e refeitório.

Durante a cerimônia, também foi assinada a ordem de serviço para a construção da quadra poliesportiva coberta da unidade. Orçada em R$ 650 mil, a obra contemplará uma mini arquibancada, além de vestiários.

Às 10h30, foi realizada a inauguração da quadra poliesportiva coberta da EE Ramon Sanches. A obra contou com um investimento de mais de R$ 900 mil.

Pró-Escolas

As obras fazem parte do Pró-Escolas, maior programa de investimentos da história da educação mato-grossense, com um investimento de R$ 360 milhões em ações para melhorar o ensino, inovação, estrutura e esporte e lazer das unidades escolares.

No plano de ações do Programa constam a melhoria dos resultados do Estado no IDEB; redução do analfabetismo da população com 15 anos de idade ou mais; valorização e capacitação dos profissionais da Educação; redução da evasão escolar; e a ampliação de quatro para 40 o número de escolas de Ensino Médio em Tempo Integral – as “Escolas Plenas”.

Está prevista ainda a construção de 35 escolas novas (padrão Seduc), 15 Centros Integrados Escola-Comunidade (CIEC), 20 quadras de esportes e a reforma de 70 escolas. No total, serão 140 novas obras.

10º Caravana da Transformação

As agendas fazem parte da programação da 10º Caravana da Transformação do Governo do Estado, que ocorre no município até o próximo sábado (21).

O espaço da Educação poderá ser visitado quinta (19) e sexta-feira (20), das 8h às 17h. No sábado, as atividades ocorrem até o meio-dia.

Os visitantes podem garantir atendimentos voltados para a Educação de Jovens e Adultos, além do Exame Online, prestação de conta das escolas, participar da mostra de experimentos de física e química e, para os estudantes do 3º Ano do Ensino Médio, o Aulão do Enem. ​

19/10/2017Governo-inaugura-obras-e-assina-ordem-de-serviço-para-construção-de-quadraNovo
Professores participam de formação com foco em Direitos Humanos

Mais de 60 professores da rede estadual de ensino participaram, em Cuiabá, de uma formação com foco nos métodos e práticas educativas em Direitos Humanos.

Conforme Lucas de Albuquerque Oliveira, da Superintendência de Diversidades Educacionais da Secretaria de Estado de Educação, Esporte e Lazer (Seduc), a intenção é dar subsídios teóricos e pedagógicos aos formadores, que são responsáveis em multiplicar os conhecimentos aos professores de Mato Grosso.

“Nosso objetivo é implementar as políticas públicas para as diversidades educacionais, atuando com a legislação vigente e presente das unidades. Além disso, preparar os educadores para trabalhar com situações de conflito, por exemplo, como o racismo, a LGBTfóbia, xenofobia e outros”, disse.

Os profissionais que participaram da ação são lotados nos Centros de Formação e Atualização de Professores (Cefapros), instalados em 15 municípios polos de Mato Grosso.

O evento é realizado pela Seduc, em parceria com o programa de Pós-Graduação em Antropologia Social da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), que possui vasta experiência com diversidades educacionais.

Compromisso

Uma das participantes é a professora formadora Serlene Ana, do município de Diamantino (208 km a Médio-Norte de Cuiabá). Ela que atua há 17 anos na rede estadual possui experiência nas áreas da Educação do Campo e Indígena.

“É muito importante, principalmente no atual momento, discutir diversidades educacionais e direitos humanos, já que vivemos uma situação delicada no país, onde todos os dias, pessoas estão perdendo seus direitos. Estamos vivenciando situações de ódio, xenofobia, homofobia e tantas outras fobias”, frisou.



Para a educadora, a formação mostra que a Seduc está demonstrando compromisso em fortalecer as políticas de diversidades educacionais. Ela lembra ainda que, mesmo faltando professores que atuem diretamente nessas áreas, o trabalho é uma responsabilidade de todos.

“Precisamos intensificar uma formação mais humana, para que nossos professores entendam, que acima de qualquer situação, o respeito pelo ser humano é mais importante que a sua religião, sexualidade, raça, etnia”, finalizou.

Desafio

O superintendente de Diversidades Educacionais da Seduc, Admilson Assunção, lembra que o desafio, principalmente em tempos de conflitos, é resgatar o que é universal. “Todos têm direitos. Está além da raça, da orientação sexual, crença, nacionalidade, etc. e é importante fortalecer isso com os formadores da Seduc”.

Para o educador, a educação é o caminho superar qualquer obstáculo. “A escola é o local da diversidade, é onde estão e afloram todas as diferenças e os Direitos Humanos precisam estar ali, garantindo que os alunos sejam respeitados e tenham seus direitos garantidos”.

O professor Lucas Albuquerque lembra que a superintendência se depara hoje com muitos casos de discriminação étnico-racial e contra LGBTs nas escolas. “Temos trabalhado para o enfretamento do racismo e da LGBTfobia nas escolas, principalmente deste último, tendo em vista o aumento da violência contra essa comunidade”, afirmou.

O trabalho do setor abraça todo o Estado. “Onde existem necessidades, estamos presentes. Trabalhamos com orientativos, formações, aplicação da legislação, acompanhamento, diálogos e palestras”.

Admilson acrescenta que as unidades escolares podem procurar a Seduc para orientação. “A superintendência existe e está aqui para apoiar as escolas e os alunos. Os professores pedem por ações voltadas aos Direitos Humanos e vamos continuar intensificando essa forma de atuação”, finalizou.

A Superintendência de Diversidades Educacionais abraça a Educação Especial, Indígena, Jovens e Adultos, do Campo, Ambiental, Quilombolas, Étnico-racial, LGBTs e outros. 


​​
19/10/2017Professores-participam-de-formação-com-foco-em-práticas-educativas-em-Direitos-HumanosNovo
Aulão reforça preparação dos alunos na reta final para o Enem

Alunos de nove escolas da região de Tangará da Serra (239 km a Médio-Norte) participaram nesta sexta-feira (19.10) da 4º edição do “Aulão do Enem”, ação da Secretaria de Estado de Educação, Esporte e Lazer (Seduc) voltada aos alunos do 3º Ano do Ensino Médio que vão prestar o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Essa será a segunda vez que Ana Paula Ribeiro, de 17 anos, faz a prova. Aluna da Escola Estadual 29 de Novembro, ela está em dúvida entre quarto cursos: Medicina Veterinária, Agronomia, Fisioterapia e Educação Física. “Estamos na reta final, faltam apenas 12 dias e o evento foi muito bom, vieram pessoas interessadas na aula e em obter maior conhecimento em relação ao conteúdo da prova”, disse.

Segundo a estudante, no ano passado, quando estava no 2º ano, fez o Enem e alcançou 700 pontos. A meta para esse ano é conseguir mais. “Estou confiante que neste ano, mais preparada, consiga notas maiores”.

Welida da Silva, de 17 anos, veio da mesma escola que Ana Paula. Ela gostou das dicas de Língua Portuguesa. “Acho que conseguimos fixar o que já aprendemos em sala, e essas dicas nunca são demais”, disse. A jovem conta que sua rotina de estudos, após sair da escola, se resume em revisar as matérias e ler artigos, já preocupada com a redação.

Do Distrito de Progresso, a professora de Língua Portuguesa da Escola Estadual Patriarca da Independência, Marildete Gomes, aprovou o aulão. Segundo ela, a iniciativa só contribui para a preparação dos estudantes. “Muitos dos conteúdos abordados e revisados pelo professor Sérgio Cintra nós já trabalhamos em sala de aula. Mas ele faz de uma forma lúdica, diferenciada, de forma que o aluno consegue gravar na memória, assimilar melhor. É uma aula maravilhosa”, argumenta.

A educadora trabalha com o Ensino Médio Inovador e destaca que as turmas contam com quatro aulas a mais de Português por semana do que os estudantes do ensino regular. “É um tipo de reforço para eles. Além disso, focamos nas aulas diferenciadas de redação e leitura. Tudo isso com o foco na preparação para o Enem e hoje, o aulão é um complemento essencial nesse processo”.


Inovação

O “Aulão do Enem” é uma iniciativa desenvolvida pelo Pró-Enem, ação do eixo Inovação do Programa Pró-Escolas, que proporciona aos alunos do 3º Ano do Ensino Médio um melhor preparo para a prova. 

Além da aula especial, o Pró-Enem já disponibilizou o Geekie Games e o QG do Enem, com 4 mil bolsas gratuitas de acesso à plataforma digital.


O Pró-Escolas é o maior programa de investimentos da história da Educação de Mato Grosso, com um orçamento de R$ 360 milhões para estrutura escolar até 2018.

A iniciativa abrange o desenvolvimento de ações em estrutura, ensino, inovação e esporte e lazer, com foco na melhoria da aprendizagem, na redução da evasão escolar e na valorização dos profissionais da Educação.





19/10/2017Aulão-reforça-preparação-dos-alunos-na-reta-final-para-o-EnemNovo
Unemat de Barra do Bugres abre inscrição para mestrado

A Universidade do Estado de Mato Grosso (Unnemat), de Barra do Bugres (168 km a médio-norte de Cuiabá), abriu inscrições para o curso de mestrado em Ensino de Ciências e Matemática. As inscrições vão até o próximo dia 31 de outubro.

 

Os professores interessados para cursar mestrado podem acessar o site do Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências e Matemática da Unemat, http://portal.unemat.br/?pg=site&i=ppgecm-barra-do-bugres e realizar a inscrição.

 

Após o pagamento da taxa de inscrição de 50 reais a documentação exigida no edital Nº 004/2016/PPGECM deverá ser encaminhada pelo Correio, via Sedex, ou entregue pessoalmente na secretaria Programa, das 8h às 11h e das 14h às 16h, de segunda a sexta-feira, no campus da Unemat em Barra do Bugres. 

 

Para concorrer é necessário possuir diploma de conclusão de curso superior em Matemática, Química, Biologia, Física, Pedagogia e áreas afins ou comprovar ser acadêmico em conclusão dos mesmos cursos.

 

A seleção dos candidatos, que passarão por quatro etapas, será feita pelos docentes do Programa de Pós-Gradução. Os candidatos aprovados na prova escrita e que não possuem proficiência em Língua Estrangeira farão exame de proficiência em inglês ou espanhol.

 

Segundo o professor Kapitango-a-Samba, que é orientador nesse programa, o Mestrado em Ensino de Ciências e Matemática, foca os processos de ensino-aprendizagem e mediação das tecnologias digitais, bem como, a formação de professores de Ciências e Matemática.

 

"É nesse sentido que as duas linhas do mestrado estão desenhados: a primeira é Ensino, Aprendizagem e Formação de Professores em Ciências e Matemática, nessa linha investigam-se questões voltadas para a construção de saberes tanto de docentes quanto de discentes na educação básica e as estratégias e métodos de ensino-aprendizagem; a segunda linha trata de questões restritas à recursos de  Tecnologias Digitais no ensino de Ciências e Matemática, enfatizando a análise teórico-metodológicas da influência dos recursos de tecnologias digitais na construção do conhecimento em Ciências e Matemática", explica.

 

O resultado preliminar deverá ser divulgado no dia 18 de dezembro e o final no dia 21 de dezembro. Acesse aqui o edital 005/2017 http://portal.unemat.br/?pg=site&i=ppgecm-barra-do-bugres&m=seletivos&c=abertos

19/10/2017Unemat-de-Barra-do-Bugres-abre-inscrição-para-mestradoNovo
Comunidade escolar se mobiliza para combater mosquito da dengue

A comunidade escolar da Escola Estadual Luiz Frutuoso da Silva, em Sapezal MT (a 480 km de Cuiabá), iniciou as atividades de mobilização no combate ao vetor Aedes Aegypti.

Estudantes e professores já participaram de gincana, atividades em sala, rodas de conversa, instalação de armadilhas, vídeos e palestra com a participação das profissionais da Vigilância Ambiental, da Prefeitura Municipal de Sapezal, além da retirada de entulhos no entorno da unidade e limpeza do pátio da escola.

A diretora da escola, Maria Claudia Falcão, explica que a mobilização inicial se deu por meio de estudos de formação continuada envolvendo os não docentes, por serem as profissionais diretamente responsáveis pela manutenção do ambiente físico.

 ​

"No estudo da formação foi traçado coletivamente um plano de ação estratégico, que culminou em mobilizar a comunidade com um banner bastante lúdico, com foco na comunidade constituída pelos alunos jovens. Incentivamos os estudantes para atuarem como multiplicadores de informações técnicas e preventivas no combate ao vetor", destacou.

De acordo com a gestora, a ação teve como objetivo deixar a mensagem de que a cidade segura depende de cada um. "O intuito é aproximar a comunidade dos cuidados que devem ser tomados para evitar o mosquito", frinaliza.​


19/10/2017Comunidade-escolar-se-mobiliza-para-combater-mosquito-da-dengue-Novo
Escola estadual recebe exposição Flores da Chapada

A Escola Estadual Francisco Alexandre Ferreira Mendes, em Cuiabá, recebe a exposição Flores da Chapada – projeto que reúne registro fotográfico e telas da flora e fauna do cerrado mato-grossense. A iniciativa visa mostrar e preservar o segundo maior bioma do Brasil e dar visibilidade a este amor pelas coisas da terra. A mostra ocorre no auditório da unidade escolar e está aberta à visitação dos alunos, professores e comunidade, das 7h30 às 17h30. 


O projeto foi idealizado pelo geógrafo João Almeida, que fez registros fotográficos mensalmente em 2015 e 2016, no Parque Estadual da Chapada dos Guimarães, capturando a riqueza das espécies da região.​

Ele destacou o colorido único das flores do cerrado e também caules, frutos, insetos polinizadores, visitantes e aracnídeos. Suas imagens mostram conexões ancestrais com a vida na natureza.

A coletiva, que traz ainda obras dos artistas plásticos Eder Marques, Gilda Portella, Yara Balster e Sonia Nigro, que transmutam nossa perspectiva, transbordando cores, formas, que nos fazem amar e sonhar com as flores do cerrado. O ambiente com sons da natureza e aroma de rosas leva o visitante a uma viajem sinestésica ao cerrado brasileiro.


De acordo com os artistas, para preservar é preciso conhecer. Assim, objetivo é também ecológico, visando conscientizar para sensibilizar pela arte. “Imagens que nos despertam para urgência da preservação, da fonte das águas cristalinas e sua vital componente do equilíbrio ecológico do planeta”, destaca Almeida.

A EE Francisco Alexandre Ferreira Mendes está instalada na Rua 38, nº 363, no Bairro Boa Esperança.​



18/10/2017Escola-estadual-recebe-exposição-Flores-da-Chapada
Seduc e prefeitura firmam convênio para aquisição de micro-ônibus

​​

O secretário de Educação, Esporte e Lazer, Marco Marrafon, e o prefeito do município de Porto Alegre do Norte (a 1.125 km ao Norte de Cuiabá), Daniel Rosa do Lago, assinaram na manhã desta quarta-feira (18.10) um convênio para a aquisição de um micro-ônibus, que será utilizado no transporte dos estudantes da região.

De acordo com Marrafon, o objetivo é garantir mais qualidade, conforto e segurança no transporte dos alunos residentes em zonas rurais do município, “Este é um importante serviço prestado e um instrumento fundamental para o acesso à educação”, disse.

O prefeito Daniel ressaltou a relevância da parceria para o atendimento às linhas compartilhadas das redes municipal e estadual. “O veículo ajudará na renovação da frota dos ônibus escolares. É um carro de porte médio, visto a necessidade de viabilizar o transporte de pequenos grupos de estudantes da zona rural, de forma adequada”, afirmou.

Para a aquisição do veículo, serão investidos R$ 240 mil em recursos da Seduc e Município – e por meio de emendas parlamentares.

Melhoria da estrutura

Durante a reunião, os gestores também discutiram investimentos para a melhoria da infraestrutura da rede estadual de ensino.

O prefeito conheceu o modelo de construção de salas modulares, que poderá ser utilizado em uma unidade escolar na Colônia Goiás, zona rural do município.


18/10/2017Seduc-e-prefeitura-firmam-convênio-para-aquisição-de-micro-ônibus
Mais de 600 estudantes são esperados na 4º edição do Aulão do Enem

Mais de 600 alunos do 3º Ano do Ensino Médio da rede pública de Tangará da Serra e região são esperados para a 4º edição do “Aulão do Enem”, que será realizado nesta quinta-feira (19), às 7h30, no auditório Unic campus Tangará.

A iniciativa, que começou em junho no município de Alta Floresta, já contou com a participação de mais de 2 mil alunos. A aula é ministrada pelo professor Sérgio Cintra, que há anos atua na preparação dos estudantes para a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

“Aproveitamos a mobilização da Caravana da Transformação para levar até os nossos alunos esse projeto, que é um incentivo a mais na preparação deles para o Enem”, disse Marimax Comazze, coordenadora da ação na Seduc.

Os estudantes poderão conferir dicas sobre Linguagens e Redação, área de atuação do professor. "O aulão tem como objetivo informar aos alunos o essencial para que eles se sintam preparados para realizar uma boa prova do Enem”, lembrou Cintra.

Para isso, o professor, que atuou 37 anos em sala de aula, utiliza uma linguagem jovem, interagindo com os alunos por meio de músicas e até mesmo de “memes”.

Inovação

O “Aulão do Enem” é uma iniciativa desenvolvida pelo Pró-Enem, ação do eixo Inovação do Programa Pró-Escolas, que proporciona aos alunos do 3º Ano do Ensino Médio um melhor preparo para a prova.

Além da aula especial, o Pró-Enem já disponibilizou o Geekie Games e o QG do Enem, com 4 mil bolsas gratuitas de acesso à plataforma digital.

O Pró-Escolas é o maior programa de investimentos da história da Educação de Mato Grosso, com um orçamento de R$ 360 milhões para estrutura escolar até 2018.

A iniciativa abrange o desenvolvimento de ações em estrutura, ensino, inovação e esporte e lazer, com foco na melhoria da aprendizagem, na redução da evasão escolar e na valorização dos profissionais da Educação.


18/10/2017Mais-de-600-estudantes-são-esperados-na-4º-edição-do-Aulão-do-Enem
Procuradoria implanta unidade para avaliar contratos na Seduc

Desde segunda-feira (16.10), está funcionando na Secretaria de Estado da Educação (Seduc), uma  unidade setorial da Sub Procuradoria-Geral  de Contratos e Aquisições. Nela serão avaliados os processos licitatórios, aquisições, contratos e convênios da Seduc,  conforme o Decreto 1.172/2017, que reestruturou a PGE. A instalação desta unidade faz parte do plano de ação implementado neste ano pela Procuradoria Geral  do Estado.
 
A Seduc é um dos órgãos estaduais que possui maior  demanda de processos. Em breve, a PGE deverá também disponibilizar outras unidades setoriais  de Contratos e Aquisições nas Secretarias de Gestão (Seges), Saúde (SES),  Infra estrutura (Sinfra)  e de Cidades (Secid).
 
“Todos os processos de aquisições, contratos  e convênios das secretarias, poderão ser homologados pelo subprocurador responsável, com as condições de validade para o  processo de aquisição, pois os processos serão obrigatoriamente revisados e validados pela Procuradoria Geral do Estado”, explicou o subprocurador geral de Aquisições e Contratos da PGE, Waldemar dos Santos.
 
De acordo com o decreto 1.172/2017, no parágrafo único, a implantação de cada unidade setorial fica limitada  à disponibilidade  operacional da PGE e ocorrerá mediante a publicação de Portaria Conjunta, editada pelo titular  do órgão  ou entidade e pelo  procurador-geral do Estado, o qual o mesmo definirá  a data de início de sua unidades.
 
Também, os órgãos ou entidades que ainda não contarem com a unidade setorial da Sub Procuradoria  Geral de Aquisições e Contratos poderão, a seu critério, encaminhar solicitações de pareceres nos termos do Decreto nº 392, de 15 de janeiro de 2016, indicando o ponto relevante de dúvida ou divergência  jurídica encontrados no caso concreto.
 
Segundo o art. 5º, serão encaminhados para emissão de parecer conclusivo da unidade setorial os processo licitatórios referente a concorrência pública,  regime diferenciado de contratação -  RDC, pregão, cujo  valor exceda a R$ 1000.000.00, invisibilidades  e dispensa, cujos  valores  excedam os limites fixados no artigo  24, incisos I e II, da Lei nº 8666/1993, atualizados pela Lei  Estadual  nº  10.534/2017.
 
Na unidade setorial da Educação, estarão atendendo o procurador do Estado,  Mateus Severiano da Costa, e um assessor jurídico.
18/10/2017Procuradoria-implanta-unidade-para-avaliar-contratos-na-Seduc
Seduc implantará Núcleo de Qualidade de Vida em Tangará da Serra

A Secretaria de Estado de Educação, Esporte e Lazer (Seduc) convida os servidores da rede pública para a cerimônia de implantação do Núcleo de Qualidade de Vida, que acontece na próxima quinta-feira (19.10), no auditório da UNIC, em Tangará da Serra (239 km a Médio-Norte de Cuiabá).

A atividade faz parte da programação da 10º Caravana da Transformação do Governo do Estado, que ocorre no munícipio entre os dias 17 e 21.

O secretário adjunto de Políticas de Gestão de Pessoas da Educação da Seduc, Édiulen Jesus de Arruda Leite, conta que esse será o quarto núcleo instaurado no interior de Mato Grosso. O primeiro foi em Barra do Garças, seguido por Juara e Juína.

“O Núcleo de Qualidade de Vida foi reformulado dentro do Programa Pró-Escolas. Vamos apresentar aos servidores de Tangará da Serra um pacote completo de ganhos, voltados aos cuidados com a saúde e até facilidades no comércio, que são contempladas pelos Amigos da Educação”, apontou.

Na oportunidade, os profissionais também vão poder retirar as carteiras funcionais, bem como realizar a inscrição em atividades físicas ofertadas pelo núcleo, que serão informadas no dia do evento.

O evento contará ainda com atividades esportivas como tênis de mesa, pebolim, estilingue, arco e flecha, xadrez gigante, mini atletismo, goalball e tocha olímpica.


O secretário de Estado de Educação, Esporte e Lazer, Marco Marrafon, lembrou da importância de cuidar dos profissionais da educação. “Esse é um dos objetivos do núcleo, cuidar de quem faz a diferença dentro e fora das salas, cuidando dos estudantes”.

Para Marrafon, as ações do Núcleo de Qualidade de Vida, bem como outras ações do Pró-Escolas, buscam reaproximar a rede e melhorar a educação em Mato Grosso. “Qualidade de vida e política de reconhecimento dos profissionais são um complemento para que haja um bom ambiente de aprendizado”.

10º Caravana da Transformação

A Seduc prepara sua participação na 10º edição da Caravana da Transformação, que acontece de 18 a 21 de outubro, em Tangará da Serra.

O espaço da Educação poderá ser visitado quinta (19) e sexta-feira (20), das 8h às 17h. No sábado (21), as atividades ocorrem até o meio-dia.

Os visitantes podem garantir atendimentos voltados para a Educação de Jovens e Adultos, além do Exame Online, prestação de consta das escolas, participar da amostra de experimentos de física e química e, para os estudantes do 3º Ano do Ensino Médio, o Aulão do Enem. 



17/10/2017Seduc-implantará-Núcleo-de-Qualidade-de-Vida-em-Tangará-da-Serra
Projeto utiliza Libras para promover inclusão e interação entre comunidade escolar

A Escola Estadual Professor Demétrio Costa Pereira, de Cáceres, realizou o Segundo Encontro dos Surdos, como parte do Projeto Quebrando Barreira Construindo Comunicação dos surdos no espaço educacional, na perspectiva de uma escola bilíngue.

O diretor da unidade, Celestino Rodrigues Neto, explica que a iniciativa visa aplicar o ensino de Libras (Língua Brasileira de Sinais) junto à comunidade escolar e demonstrar que a educação inclusiva parte do princípio de que a escola comum é o lugar de direito de todos.

“Buscamos incentivar os alunos a transformar nosso ambiente em um espaço bilíngue, por meio da atuação dos educandos e instrutores surdos e do desenvolvimento de atividades que busquem evidenciar a importância fundamental do intérprete de libras como mediador no processo de ensino aprendizagem”, destacou.

De acordo com Celestino, o projeto teve início no mês de abril com o curso básico de Libras ofertado na modalidade presencial para a comunidade escolar e familiares de surdos.

“No evento de finalização, tivemos o hino nacional brasileiro interpretado em Libras pelos alunos surdos cacerenses, a presença da palestrante professora especialista surda da Unemat, Andréia Leite, que evidenciou a importância do intérprete de Libras no processo de ensino aprendizagem na educação básica”.

A professora doutora em linguística, Nilce Maria da Silva, destacou a importância do encontro promovido pela escola. “Esse momento contribui para a inclusão e participação do sujeito surdo na comunidade escolar”.

Oficinas

O encontro contou com oficinas de Língua Portuguesa, Matemática, Ciências, História e Geografia.


“Os convidados foram orientados através dos números que estavam no verso dos crachás, que os levavam até as salas, acompanhados por professores até o local que estava acontecendo as mesmas. Todas as pessoas presentes no evento tiveram a oportunidade de participar dos jogos adaptados em Libras, tendo contato pela primeira vez com essa língua que é hoje a segunda oficial do país”, destaca o diretor.

Também foi realizado um desfile de surdos com premiação em primeiro, segundo e terceiro lugar. 



17/10/2017Projeto-utiliza-Libras-para-promover-inclusão-e-interação-entre-comunidade-escolar
Banda escolar é premiada com quatro troféus em Copa Nacional de Fanfarras

​​

A banda de percussão marcial da Escola Estadual Souza Bandeira, em Cuiabá, foi premiada com quatro troféus durante a 3º Copa Nacional do Pantanal de Bandas e Fanfarras, entre os dias 14 e 15 de outubro, no ginásio do Complexo Esportivo Dom Aquino. O grupo foi recebeu os títulos de 1º lugar nas categorias Corpo Coreográfico, Corpo Musical, Regente e Pavilhão Nacional.

“A nossa banda é composta por 50 estudantes e estão divididos nas funções, como percussão de marcha e teclados melódicos, além do pavilhão nacional e corpo coreográfico”, lembrou o maestro Francisval Costa, responsável pela banda da EE Souza Bandeira.

Costa ressaltou que a formação é fruto do Projeto Interdisciplinar de Arte na Escola, o Prinart, desenvolvido pela Secretaria de Estado de Educação, Esporte e Lazer (Seduc) com o objetivo de utilizar a arte para incentivar o estudo, a permanência da escola, além de fomentar novos talentos.

“Os alunos se dedicaram muito para a conquista desses títulos, os ensaios eram diários e preparavam os alunos para se sentirem confiantes na competição. O bom trabalho, o comprometimento com as músicas e a disciplina foram fatores fundamentais para florescer a confiança”, finalizou.

Além do maestro, também participam da banda os professores Dyane Regina, como coreógrafa, e André Tibaldi, na percussão de marcha. A direção é da irmã Claudenete Santana.

O Evento

Ao todo, 85 bandas se inscreveram na competição. Além dos grupos de Mato Grosso, participaram as bandas dos estados de Rondônia, Acre e Mato Grosso do Sul.

A 3º Copa Nacional do Pantanal de Bandas e Fanfarras busca incentivar a cultura musical aos jovens, além de desenvolver a aptidão musical, criando um intercâmbio estudantil entre os alunos da rede pública e privada. 

17/10/2017Banda-escolar-é-premiada-com-quarto-troféus-em-Copa-Nacional-de-Fanfarras
Festival da Canção estimula o lado artístico de alunos do Ceja de Sinop

Estimular o lado artístico dos estudantes e a competição saudável foi o objetivo do 2º Ceja Show – Festival da Canção, realizado pelo Centro de Educação de Jovens e Adultos (Ceja) Benedito Sant'Ana Silva Freire, de Sinop (500 km ao Norte de Cuiabá).

De acordo com o secretário escolar Rafael Lopes dos Santos mais de 30 alunos se apresentaram no festival com canções que contemplavam a MPB e o gênero Gospel.

A banca de jurados foi formada por músicos conhecidos na região e também no cenário nacional. "A direção da escola conseguiu, junto aos comerciantes da cidade, uma quantia e, dinheiro e dois violões novos para as premiações", informa Rafael.

Na categoria MPB, a disputa foi acirrada e terminou com Janadabi Lima Teixeira em 1º lugar, Rosicléia Santos de Oliveira, em 2º Lugar e Jheniffer Amaral de Souza, em 3

º.


Já na categoria Gospel, Clenir Claudino dos Santos ficou em 1º lugar, seguido por Bruno Manoel Borges da Silva e por fim, Jaqueline Aparecida Vieira Bento.

O festival envolveu todos os servidores do Ceja e as apresentações emocionaram o público. "A gestão avalia como uma experiência enriquecedora, tanto para os alunos quanto para a comunidade. Além de incentivar a cultura, também promove os talentos regionais e atividades diferenciadas", lembra Rafael.

Para o secretário escolar, a gestão da unidade acredita que as atividades diferenciadas e de vivência, enriquecem e proporcionam momentos únicos para a comunidade escolar. 


17/10/2017Festival-da-Canção-estimula-o-lado-artístico-de-alunos-do-Ceja-de-Sinop
Confira resultado e classificação preliminar da prova objetiva para professor

O Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação (IBFC) divulgou na tarde desta segunda-feira (16.10) o resultado e a classificação preliminar da prova objetiva do concurso público da Secretaria de Educação, Esporte e Lazer (Seduc) para o cargo de Professor de Educação Básica.

A consulta pode ser feita pelo site www.ibfc.org.br, no menu Resultados. O mesmo vale para análise dos recursos contra gabaritos e questões da prova objetiva.

O prazo para interposição do recurso, previsto no item 13.1 do edital de abertura, será de dois dias úteis, no horário das 9h do primeiro dia, às 16h do último dia, observado o horário de Cuiabá.

O resultado da prova discursiva para o cargo de professor será divulgado no dia 07 de novembro.

O secretário adjunto de Política Educacional da Seduc, Edinaldo Gomes de Sousa, explica que para os demais cargos também há datas de divulgação estipuladas. “Os resultados das provas objetivas para os cargos de Apoio Administrativo Educacional (AAE) e Técnico Administrativo Educacional (TAE) serão divulgados nos dias 23 de outubro e 30 de outubro, respectivamente”, informa.

Já a lista de aprovados na prova discursiva para TAE estará disponível para consulta no dia 29 de novembro. 

Vagas

Ao todo, são 5.748 vagas disponíveis, sendo 3.324 para o cargo de Professor da Educação Básica, 1.496 para AAE e 928 para TAE, além de cadastro de reserva de 50% do total de vagas.

A pasta registrou mais de 250 mil inscrições para o certame. Os cargos mais concorridos são Apoio, que soma 111.615 inscritos, seguido pelo de Técnico, com 93.318 candidatos. Já para as vagas de Professor da Educação Básica foram contabilizadas 45.620 inscrições.

O concurso da Seduc faz parte do Pró-Escolas, maior programa de ações e investimentos da história da educação de Mato Grosso, que visa à melhoria da qualidade do ensino nas escolas estaduais.


16/10/2017Confira-resultado-e-classificação-preliminar-da-prova-objetiva-para-professor
Programa leva mais saúde e segurança os alunos das escolas estaduais

O Governo do Estado de Mato Grosso lançou nesta segunda-feira (16.10) um amplo programa de combate à evasão escolar, por meio do desenvolvimento da cultura de paz e ações que visam melhorar a saúde dos estudantes.

Com consultas gratuitas, atendimentos de psicólogos, assistentes sociais, aumento de rondas escolares e parcerias com os principais órgãos de segurança do Estado, o Anjos da Escola pretende melhorar, significativamente, os índices de evasão e ensino das unidades escolares.

 

O evento foi realizado na Escola Estadual Presidente Médici, em Cuiabá, e contou com a presença do governador Pedro Taques e dos secretários de Educação, Esporte e Lazer, Marco Marrafon, e de Segurança Pública, Fausto José Freitas da Silva.

Inicialmente, o projeto irá atender 24 mil alunos de 24 escolas, sendo 20 de Cuiabá e Várzea Grande e mais três em Rondonópolis. Foram selecionadas as principais escolas e as com maior registro de problemas de evasão das três maiores cidades de Mato Grosso.

O governador Pedro Taques ressaltou que o Anjos da Escola é uma ação pensada desde o plano de governo e uma das ações mais importantes do Estado, já que encara o problema da evasão escolar por meio de três áreas principais: Saúde na Escola, Paz na Escola e Mediação Escolar.

 

“Nós temos mais de 400 mil alunos no Estado e toda escola tem um percentual de aproximadamente 4% de estudantes com problemas de evasão escolar, de disciplina e o Anjos da Escola identifica essas pessoas, por meio de psicólogos, assistentes sociais e uma equipe multidisciplinar que e traz esses alunos de volta pro ambiente escolar, por meio do Centro de Atendimento Anjos”.

Em Cuiabá, o Centro, instalado na EE Presidente Médici, conta com uma equipe multidisciplinar com psicólogos, assistentes sociais, pedagogos, entre outros profissionais, para atender os alunos.

Saúde na escola

Segundo o governador, o programa abrange toda a esfera da evasão escolar e, por conta disso, conta com um eixo somente para tratar da saúde dos estudantes.

“Um dos grandes percentuais de evasão escola está nos problemas de visão, por exemplo. Para atuar nesta questão, teremos caminhão que fará os exames oftalmológicos e doar os óculos para os estudantes. Eu uso óculos desde os três anos, quando ele estava quebrado eu nem aparecia na escola, por isso, é tão importante para a criança”.

 

Conforme o secretário Marco Marrafon, a estimativa é que 15% dos estudantes tenham problemas de visão, que atrapalham os estudos.

A Secretaria também conseguiu realizar o serviço com o custo baixíssimo ao reformar um caminhão oftalmológico que não estava sendo utilizado. Além dos exames oftalmológicos, os alunos também participar de ações para melhorar a saúde bucal e auditiva.

Nesta segunda-feira, os alunos da EE Médici já realizaram os primeiros exames oftalmológicos. Segundo o médico Diogo Garcia Neto, os alunos realizam um exame completo, que identifica desde as patologias mais comuns a problemas mais complexos.

“Se for detectado outro tipo de doença, como catarata e glaucoma, que são mais comuns em adultos, mas que podem ser encontrados em jovens também, nós já iniciaremos o tratamento e se for preciso, a cirurgia”, enfatizou.

 

Paz na escola

De acordo com Marrafon, a segurança dos estudantes e dos educadores é uma prioridade, por conta disso, o programa conta com o eixo Paz na Escola.

Segundo ele, os batalhões da PM irão adotar as escolas e intensificar as rondas, na região das unidades, bem como palestras, entre outras atividades.

“O Anjos, na realidade, é um grande programa de cidadania, que traz a comunidade para dentro da unidade escolar. Ou seja, a própria comunidade também vai ser capacitada, por meio de um curso de formação em polícia comunitária, quando poderá, em diálogos com os diretores, auxiliar as forças de segurança no processo das rondas escolares”.

Para o secretário, um dos diferenciais do projeto é o atendimento aos estudantes irão receber. “O estudante, que por exemplo, for suspenso por três dias, não vai ficar na casa dele esperando o tempo passar ou ficar na ociosidade. Ele vem pra Central de atendimento onde terá atendimento com psicólogos, assistentes sociais e participará de aulas de cidadania, para entender consequências pedagógicas, criminais e das consequências sociais que podem influenciar o futuro dele, ou seja, receberá um atendimento completo para ele ter um desenvolvimento melhor”.

Mediação Escolar

 

Conforme o coronel Marcos Roberto, coordenador da iniciativa, o terceiro pilar do programa é a Mediação Escolar, que visa resolver os principais conflitos dentro das escolas, por meio de ações educativas e preventivas, evitando que as ocorrências se tornem mais graves e precisem de intervenções jurídicas.

“Muitos conflitos podem ser resolvidos dentro das unidades, mas em alguns casos, não. O eixo Mediação Escolar visa identificar a responsabilidade de cada um em um possível conflito e resolve-lo da maneira mais rápida e eficaz possível. Para isso, iremos às escolas, às casas dos alunos, pois queremos transformar estas crianças em grandes cidadãos, conhecedores dos seus direitos e deveres", afirmou.

Pró-Escolas

O Anjos da Escola faz parte do Pró-Escolas, maior programa de investimentos da educação de Mato Grosso, com um orçamento de mais R$ 360 milhões, para a realização de melhorias na infraestrutura e ensino a afim de reduzir a evasão escolar e melhorar os índices de aprendizagem.

O Anjos da escola conta com a parceria do Ministério Público, Poder Judiciário-MT, Secretaria de Estado de Saúde, Secretaria de Estado de Segurança Pública, Conselho Tutelar e o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS).

16/10/2017Programa-leva-mais-saúde-e-segurança-os-alunos-das-escolas-estaduais
Alunos do Liceu Cuiabano conhecem projeto de combate à Corrupção do MPE

Mais de 400 alunos da Escola Estadual Liceu Cuiabano participaram da apresentação do projeto "Onde há educação, a corrupção não tem vez", desenvolvido pelo Ministério Público Estadual (MPE), em parceria com a Secretaria de Estado de Educação, Esporte e Lazer (Seduc).

O promotor Miguel Slhessarenko foi o responsável em apresentar aos estudantes o projeto, que é aplicado em forma de competição, na qual os jovens devem realizar tarefas. "Precisamos debater sobre a corrupção, que é um tema muito presente na atualidade e que está aí, no nosso dia a dia, como furar a fila do lanche, colar na prova e outras pequenas atitudes negativas", alertou.

Aos jovens, o promotor explicou que é necessário o debate para que eles, que são futuros formadores de opinião, busquem formas de combater a corrupção. E o projeto fala justamente disso.

Tarefas

O desafio foi lançado, seis alunos do Liceu foram escolhidos pelos professores para representar a escola na disputa, que conta com três fases.

A primeira avaliação, que tem caráter eliminatório, é uma redação – que deverá conter título, introdução, desenvolvimento e conclusão.

A segunda é um projeto de artes de forma livre, que pode ser desenvolvido por meio de todas as vertentes artísticas, como poesia, dança, teatro, música, documentários, etc.

A última prova é um discurso, que será entregue à comissão organizadora e por fim, apresentado à população.

A comissão avaliadora será composta por três jurados, entre eles, promotores de Justiça. Os vencedores serão contemplados com um tablete, assim como o professor orientador do projeto, e a escola vencedora receberá R$ 1 mil.


 

Responsabilidade

Thaís Alessandra Alves, de 16 anos, foi uma das escolhidas para representar a escola. Ela está no 2º Ano do Ensino Médio e acredita carregar uma responsabilidade não só por representar o Liceu Cuiabano, mas também por trabalhar com um tema importante.

"Já estamos trabalhando com o assunto na aula de Redação, então, o projeto vai ser um complemento desse trabalho. Acho muito positivo, não só como estudante, mas como cidadã também. A ação vai nos ajudar a melhorar em muitos fatores", ressaltou.

A jovem lembra que o tema está em evidência em todos os setores da sociedade e que o debate é necessário, bem como formas de combate.

"Só se fala de corrupção, está nos jornais, nas redes sociais, nas conversas. E a discussão tem que ser feita aqui dentro da escola, com os alunos, os jovens, para que as mudanças comecem a surgir agora e refletir no futuro que estamos preparando", finalizou.

Agenda

O projeto será apresentado ainda para outras escolas da rede estadual. Confira abaixo a agenda:

17/10 – 15h30: EE Dione Augusta Silva Souza

18/10 – 16h30: EE Jaime Veríssimo de Campos

18/10 – 8h: EE Profº. Heliodoro Capistrano da Silva

18/10 – 10h: EE Rafael Rueda

18/10 – 13h30: EE Irene Gomes

16/10/2017Alunos-do-Liceu-Cuiabano-conhecem-projeto-de-combate-à-Corrupção-do-MPE
Professores relatam desafios vivenciados em sala de aula

 
Motivado por um sonho, Natanael Moraes, professor de matemática da Escola Plena Rafael Rueda, no bairro Pedra 90, em Cuiabá, tem um desafio em suas mãos. Ele acredita que a educação é uma ferramenta de transformação social e que, para isso, é preciso ir além das tarefas pedagógicas.

Há dois anos na profissão, ele conta que assumiu o compromisso de atuar em uma escola de período integral, em uma região carente da cidade. “É um desafio social, nossa região tem muita vulnerabilidade. Tínhamos alunos que vinham para a escola como uma opção para passar o dia”, lembra.

Segundo ele, um dos desafios da profissão é descobrir métodos de ensino mesmo diante das dificuldades. “Seja a falta de recursos, de investimentos ou até mesmo de gestão. Precisamos superar todas essas barreiras para levar o melhor até nossos estudantes”.

Hoje ele entende o desafio. A Escola Plena Rafael Rueda tem se destacado pela qualidade de ensino ofertada aos estudantes da região do Pedra 90. “Vivemos uma realidade diferente hoje, os alunos estão indo com vontade de aprender e estamos vendo essa evolução. Hoje eles têm sonhos, é uma realidade, uma conquista”.

“O sonho de mudar a realidade dessas crianças é o que me motiva, queremos que eles entendam que são capazes de mudar, de crescer por meio da educação”.

 

A professora Joanice Natalina Barros de Souza, de 60 anos, passou 27 deles dentro da sala, ensinando matemática na Escola Estadual Mário de Castro, também no Pedra 90. Nesse tempo, a mudança mais sentida por ela foi a ausência da família no cotidiano escolar.

“Quando eu comecei a trabalhar, tínhamos a participação integral da família nas atividades, hoje não vemos mais isso. Precisamos implorar para que os pais ou responsáveis apareçam na escola”, disse.

Na era tecnológica, a professora também lembra das dificuldades de atrair os alunos, que segundo ela, demonstram pouco interesse nos métodos tradicionais. “Temos que buscar formar de prender a atenção deles”.

Transformação

Para o professor de história Cícero Nascimento Silva, a profissão o levou para a sala de aula com o objetivo de ser útil na transformação social. “Eu precisava ser útil à sociedade, dizer a ela que é possível mudarmos e que a educação é um meio para isso”.

 

O educador recorda que, diariamente, precisa sair da profissão e assumir um papel de pai, conselheiro e amigo. “É uma necessidade do momento, uma forma que temos também de nos aproximar desse estudante e entender o que se passa em sua realidade”.

Professora da EE Dr. Hélio Palma de Arruda, no bairro Planalto, Ezelina Moraes da Cruz, também entende que o professor assume várias funções ao longo da carreira. “São várias situações que nos fazem assumir uma nova postura”, diz.

 

Entre elas, a educadora recorda alguns casos vivenciados ao longo dos seus 17 anos de profissão, como alunos que vão para a aula sem alimentação, que não possuem o que vestir, além dos que usam e vendem droga dentro da unidade de ensino.

“Precisamos sempre estar nos renovando, buscando formas de conquistar esse aluno, de ter ele por perto, para que o processo de ensino-aprendizagem seja feito. Eu gosto de ser professora, eu consigo trazer meus alunos”, disse.

Desafios

O coordenador de Ensino Médio da Secretaria de Estado de Educação, Esporte e Lazer (Seduc), Rogério Gomes, lembra que a formação dos profissionais não os preparam para os desafios do dia-a-dia.

“São tantos, que em determinado momento passamos a nos questionar se é esse mesmo o nosso projeto de vida. Mas, para quem seguiu firme e se consolidou como profissional da educação, sente orgulho de quem é”.

Rogério explica que ser professor é trabalhar diretamente vidas. “Eles nos depositam confiança, somos um espelho para essas crianças, junto com a família e a sociedade”.

Por isso, ele acredita que o relacionamento entre aluno e professor é movido pela confiança, já que está ali para direcioná-los para um futuro. “O professor está no momento certo e na hora certa, o profissional que está ciente disso é quem faz a diferença e marca a vida de seus alunos”, resume. 

16/10/2017Professores-relatam-desafios-vivenciados-em-sala-de-aula
1 - 20Próxima