Conteúdo da Página
  
  
Seduc divulga classificados para entrevista do projeto Exame Online e Certifica

A Secretaria de Estado de Educação, Esporte e Lazer (Sedu) divulgou nesta sexta-feira (18.08) a lista dos candidatos classificados para a entrevista de seleção para a elaboração, homologação e revisão de questões do Exame Online e Certifica.

Os aprovados vão participar da produção do material pedagógico utilizado no projeto.

 

Classificados – Seletivo Exame Online e Certifica – CEFAPRO/CUIABÁ – Data: 12/08/2017.

CandidatoDisciplina

Resultado

classificados

Fernanda Brum LopesGeografia8,5
Darcy de Arruda Abreu FilhoSociologia8,0
Divânea Grangeiro ArrudaFilosofia5,5
Adineia da Silva LemeHistória5,5
Georgio Barbosa RibeiroMatemática10,0
Célia Lúcia da Silva ArrudaMatemática5,,0
André Luiz da Cunha OliveiraMatemática8,0
Jesumar Lopes SiqueiraFísica5,5
José Ferreira leite FilhoFísica5,0
Evandro FrançaFísica10,0
Luciane Gonçalves dos SantosQuímica10,0
Maria José de Salles MendesBiologia5,0
Carmen Adriana da SilvaQuímica5,5
Margô de DavidBiologia5,0
Leize Lima de OliveiraBiologia5,0
Letícia da Silva FonsecaPort/Inglês5,0
Magda Gomes dos SantosPortuguês7,0
Letícia Aquino da SilvaEducação Física9,5
Maísa Marques FernandesArte9,5
Elina Padilha FernandesArte6,0
Débora Ariádne do Prado LouzadaArte6,0
João Silvério da Silva JuniorEspanhol8,0
Ângela Terezinha F. S. T. VelhoPort.10,0

 

18/08/2017Seduc-divulga-classificados-para-entrevista-do-projeto-Exame-Online-e-Certifica
Aluna de escola estadual representa o Brasil em conferência na ONU

De Cuiabá para o mundo. Esse é o momento vivido pela adolescente Clara Santos Vaz, 17 anos, aluna do 3º Ano do Ensino Médio da Escola Estadual Zélia da Costa Almeida, localizada no bairro Residencial Coxipó. Na próxima segunda-feira (21.08), a estudante viaja para Nova York, nos Estados Unidos, para representar o Brasil na 14ª Conferência Internacional da Juventude pelos Direitos Humanos (Youth for Human Rights), com o apoio da Secretaria de Estado de Educação, Esporte e Lazer (Seduc).

O evento será realizado de 24 a 26 de setembro na sede da Organização das Nações Unidas (ONU), na cidade norte-americana, e reunirá jovens de cerca de 50 nacionalidades.

Clara foi escolhida pela ONU por conta do projeto que desenvolve na escola, o Restaurando Vidas, cujo objetivo é melhorar a perspectiva de vida de jovens com dificuldades em lidar com as próprias emoções, desmotivados e com baixa autoestima. Em pouco tempo, os resultados da iniciativa da garota já superam as expectativas, o que pode ser sentido ao notar, dentro e fora da escola, a evolução dos 13 adolescentes que hoje fazem parte do projeto.

É o caso da Mábile Emmanuelly Pereira Rodrigues Almeida, 13 anos, que está no 8º Ano do Ensino Fundamental. Há cerca de cinco meses – logo no início do projeto –, ela passava por momentos difíceis de relacionamento no ambiente escolar, até ser pega cometendo uma infração. “A Clara conversou comigo, foi uma conversa boa, e mudou muito a minha vida. Foi a primeira e a última vez que eu cometi algo errado dentro da escola”, lembra.

Mábile também contou que não tinha sonhos ou planos para o futuro e que não via sentido em ir para a escola. “Antes eu não tinha interesse, bagunçava muito na sala, estava sempre na coordenação. Hoje isso mudou e me sinto muito feliz e valorizada, porque alguém acredita em mim”, disse a aluna. “O que mais me marcou foi a Clara dizer que eu podia ser melhor do que era e estou sendo”, completou.

De acordo com o secretário de Estado de Educação, Esporte e Lazer, Marco Marrafon, a conquista da estudante Clara demonstra que a educação pública de Mato Grosso é capaz de gerar resultados de alto nível. “Desde o planejamento do programa Pró-Escolas, mostramos à sociedade que a educação no estado de Mato Grosso agora tem um rumo – e o exemplo da Clara demonstra que podemos, sim, atingir a excelência”, afirmou.

INSPIRAÇÃO

Mesmo com apenas 17 anos, Clara demonstra maturidade e conhecimento. Engajada e estudiosa, tem sido inspiração para todos na comunidade da EE Zélia da Costa Almeida. Ela chama atenção para o fato de que sempre quis ajudar as pessoas, mas só quando realmente saiu da casa dos pais, que vivem no interior do Estado, para vir morar com uma tia em Cuiabá, foi que sentiu a necessidade de ser mais responsável. “Foi quando me encorajei e me empoderei para fazer o que faço agora”, afirma.

Dividida entre os sonhos de cursar medicina ou psicologia, a estudante se reúne uma vez por semana com alunos de 13 a 16 anos para trabalhar a liberdade de expressão e questões emocionais por meio de dinâmicas de grupo ou conversas individuais. A inspiração, conforme ela conta, surgiu a partir da observação do comportamento dos colegas durante os intervalos, que se mostravam desinteressados e rebeldes.

Assim que surgiu a ideia, Clara meticulosamente analisou o perfil de cada aluno e constatou que “eles são como diamantes que precisam ser lapidados”.

“Os resultados desse trabalho, criado há cinco meses, foram percebidos no momento em que vimos que os alunos se sentiram mais empoderados e passaram a pensar em ações benéficas para a escola, coisas que mudaram o ambiente escolar, como cartazes incentivando a prática de boas ações, como respeito, solidariedade e consciência ambiental”, explica a estudante.

No meio disso tudo, a garota conta com o suporte de toda a equipe da escola, mas o apoio especial vem do professor de História, Yuri Chaya Piraccini, que faz parte da ONG Ensina Brasil e participou da conferência da ONU em 2016.

Desde o início desde ano trabalhando na unidade escolar, Yuri logo percebeu que Clara se destacava pela versatilidade, espontaneidade e autenticidade. Em seguida, os dois se envolveram em diversos projetos dentro e fora da escola, até que o Restaurando Vidas se sobressaiu e rendeu o convite para participar da conferência. “Ela é uma estudante brilhante, uma inspiração para todos à sua volta”, diz o professor.

Clara, por sua vez, não se deixa levar pelos elogios e faz questão de dizer que a oportunidade de ir à ONU falar sobre seu projeto é uma vitória de Mato Grosso e do Brasil. “Estou feliz, mas acima de tudo pensando em como vou ajudar o próximo com essa experiência. Quero mostrar esse sentimento com as minhas atitudes. Mostrar que as pessoas têm que acreditar e buscar maneiras de fazer o bem. E, para mim, a educação é a melhor ferramenta de transformação”.


18/08/2017Aluna-de-escola-estadual-representa-o-Brasil-em-conferência-na-ONU
Professores da rede estadual participam de formação audiovisual voltada à área da educação

A linguagem audiovisual voltada para a educação foi tema da formação continuada ofertada pela empresa Cocriativa, em parceria com a Secretaria de Estado de Educação, Esporte e Lazer (Seduc), para 30 professores da rede. A formação foi oferecida na última semana do Sesc Arsenal, em Cuiabá, e abordou as práticas responsáveis de cidadania e os cuidados com o mundo.

Professora de Língua Portuguesa da Escola Estadual Pascoal Ramos, no bairro que leva o mesmo nome da unidade, Nilza de Fátima leciona há quase 25 anos e entrou de última hora na formação, que classificou como muito produtiva, tendo em vista a modernização tecnológica da sociedade.

“Eu estou gostando muito, as ações são bem produtivas. No entanto, me preocupa a forma como vamos inserir a questão audiovisual dentro das escolas, pois quando tratamos disso, os alunos logo pensam em cinema e, consequentemente, em shopping. E não é o caso, vai além disso”, disse.

Apesar do desafio que ela tem pela frente, a professora disse estar confiante e que vai desenvolver um bom trabalho em sala de aula. “Os alunos de hoje são diferentes de quando comecei, temos que ter vários atrativos para segurar esses alunos em sala. Então, tudo que aprendemos aqui será bastante positivo”.​

Uma das formadoras da Cocriativa, Maria Elisa Macedo, conta que o objetivo da formação é fazer com que os educadores aprendam e sonhem junto com os alunos. “Que eles conheçam e tenham a leitura de mundo, e que possam passar isso para os alunos dentro e fora das salas”, afirmou.

Foram três dias de formação e, segundo Maria, a intenção é que os educadores saiam preparados e mais seguros em trabalhar a arte. “Os professores chegam aqui leigos e a gente traça um horizonte com base na educação. Queremos que eles vejam o cinema, por exemplo, como um meio educacional, que eles tragam a arte para a escola, que ele possa multiplicar, assim como os próprios alunos, essas ações para fora dos muros da escola e se ele conseguir isso, é o nosso grande feito”.

Professores que acabaram de entrar na rede e outros que já atuam há mais de 20 anos foram o perfil dos profissionais que participaram da primeira turma da formação. Para Maria, é essa união entre as diferenças e experiências que faz com que o trabalho seja ainda mais produtivo.

“Os professores estão com sede de coisas novas e, quando trabalhamos com crianças, temos que pensar nisso, elas são menos medrosas, querem experimentar. Ninguém está pronto para nada, acho que a sede para mudar é que faz a proposta dar certo”, finalizou.

Na formação, os professores recebem um kit composto por um manual completo para a realização de dinâmicas e oficinas para crianças de 11 e 12 anos. O kit conta com jogos de tabuleiro e acesso ao filme que originou o projeto “O que queremos para o mundo?”, que os alunos tiveram a oportunidade de assistir no cinema do Sesc, além de outras ações. 


17/08/2017Professores-da-rede-estadual-participam-de-formação-audiovisual-voltada-à-área-da-educação
Mato Grosso terá primeiro vestibular para estudantes quilombolas

A Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), em parceria com o Governo do Estado, realiza o primeiro processo seletivo destinado exclusivamente para estudantes das comunidades tradicionais quilombolas do Estado. Os estudantes que ingressarão em um dos 106 cursos da instituição ainda contarão com bolsas de incentivo ao estudo disponibilizadas pela universidade.

A criação do programa de inclusão de estudantes quilombolas foi aprovada pelo Conselho Superior de Ensino, Pesquisa e Extensão da UFMT pelo período de dez anos, a partir de 2017. A Secretaria de Estado de Educação, Esporte e Lazer (Seduc) irá disponibilizar unidades escolares para a realização das provas.

De acordo com o edital, as inscrições para a prova vão até o próximo dia 18 de agosto e as provas serão realizadas no dia 27 do mesmo mês. Ao todo, serão ofertadas 100 vagas os campi de Cuiabá, Barra do Garças, Pontal do Araguaia, Várzea Grande e Rondonópolis.

Para facilitar ainda mais o processo, as provas serão realizadas em escolas estaduais de sete municípios (Barra do Bugres, Vila Bela da Santíssima Trindade, Nossa Senhora do Livramento, Chapada dos Guimarães, Santo Antônio do Leverger, Poconé e Várzea Grande).

De acordo com Lúcia Santos, técnica responsável pelas Escolas Estaduais Quilombolas, da Coordenadoria de Diversidade da Seduc, o certame é resultado de anos de lutas das comunidades quilombolas de Mato Grosso e representa um novo patamar da educação no Estado.

O vestibular integra o Programa de Inclusão de Estudantes Quilombolas em cursos da instituição no estado.

"Ele representa a transformação de vidas. É a transformação, de fato, acontecendo pela educação que irá mudar não somente a vida de um cidadão, mas sim de toda a sua comunidade", afirmou.

No último ano, quase 200 alunos cursaram o 3º ano do ensino médio nas escolas quilombolas, porém, menos de 1,5% ingressou nas universidades públicas.

Para facilitar ainda mais processo de ingresso dos jovens quilombolas, a UFMT também irá disponibilizar bolsas de incentivo de R$ 900 para os alunos que passarem no exame vestibular.

INSCRIÇÃO

Para realizar a inscrição, o candidato deverá procurar um dos locais relacionados no edital, observando o período de inscrição e os horários de funcionamento. Entre os documentos para a inscrição o candidato deve, obrigatoriamente, entregar uma declaração de que é quilombola, conforme modelo disponível no edital.

Para ter acesso ao programa o estudante necessita ser oriundo e ter cursado o ensino fundamental e médio em comunidades quilombolas. Mato Grosso conta com mais de 3 mil estudantes quilombolas 71 comunidades certificadas pela Fundação Cultural Palmares, instituição pública voltada à promoção e preservação da arte e da cultura afro-brasileira e ligada ao Ministério da Cultura. Em todo o estado estima-se uma população de mais de 7 mil pessoas nas comunidades certificadas.

Para acessar o edital, clique aqui​. ​

17/08/2017Mato-Grosso-terá-primeiro-vestibular-para-estudantes-quilombolas-
Prêmio Respostas para o Amanhã prorroga inscrições

Foram prorrogadas as inscrições para a 4ª edição do Prêmio Respostas para o Amanhã, iniciativa que desafia professores e alunos do ensino médio de escolas públicas de todo o Brasil a desenvolver projetos para melhoria das comunidades em que estão inseridos. Os interessados têm agora até o dia 31 de agosto para se inscrever, por meio do site www.respostasparaoamanha.com.br.

Para participar, educadores e estudantes devem criar um trabalho prático que mostre como os conteúdos da disciplina pode contribuir para o desenvolvimento do projeto. Podem participar professores de biologia, física, química e matemática ou outras disciplinas relacionadas às áreas das ciências da natureza e da matemática e suas tecnologias.

Na edição de 2016, mais de 2.100 inscrições foram realizadas, envolvendo cerca de 37 mil alunos, sob a orientação de aproximadamente 1.700 professores de todo o Brasil.

Premiação

A comissão julgadora, constituída por especialistas em educação, selecionará os melhores trabalhos apresentados. Todos os classificados receberão um certificado de participação no prêmio.

Os 25 projetos de destaque serão contemplados com um notebook para a escola e um selo de vencedor regional da edição do prêmio.

Para os cinco vencedores eleitos pelo público, um de cada região, será entregue um troféu “Projeto Vencedor pelo Júri Popular”.

Já os cinco vencedores nacionais, selecionados pela banca julgadora, receberão dois notebooks Samsung – um para o professor e outro para o diretor – e tablets da marca para cada aluno da sala, além de troféu de Vencedor Nacional e medalha.

Realizadores

O Prêmio Respostas para o Amanhã é uma realização da Samsung e conta com a coordenação geral do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária – Cenpec.

A empresa tem também o apoio da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), da Organização dos Estados Ibero-americanos (OEI), do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) e da Rede Latino-americana de Organizações Sociais para a Educação (Reduca), entre outros parceiros regionais e locais para dar visibilidade aos projetos. 

Serviço:

Concurso Respostas Para o Amanhã

Inscrições prorrogadas até 31 de agosto de 2017

Site: www.respostasparaoamanha.com.br


17/08/2017Prêmio-Respostas-para-o-Amanhã-prorroga-inscrições
Escola nova traz esperança e otimismo a alunos de Várzea Grande

​​

Com os óculos pendurados na gola do uniforme escolar e a mochila nas costas, o aluno Vicente Aparecido de Oliveira, de 79 anos, observava de longe o novo prédio da escola estadual onde estuda desde o início deste ano: a EE Profª Elizabeth Maria Bastos, localizada no bairro Jardim Eldorado, em Várzea Grande. Ao lado do colega e também aluno, João Bosco Ribeiro, de 62 anos, elogiava a estrutura da unidade, inaugurada na noite de ontem (15.08) e que já está proporcionando mais esperança e entusiasmo àqueles que esperam concluir os estudos em breve, com qualidade e bem-estar.

Mesmo com histórias de vida distintas, Vicente e João foram afetados pela mesma realidade: trocaram livros por enxadas ainda na adolescência, para ajudar no sustento da família. Hoje, Vicente, que é aposentado, cursa o 6º e o 7º anos do Ensino Fundamental, e João, que trabalha na construção civil, conclui o 3º ano do Ensino Médio pela Educação de Jovens e Adultos (EJA).

 

Eles são os alunos mais velhos da escola e inspiram os mais jovens pela disposição em retomar os estudos após tantos anos distantes da sala de aula. Vicente tem oito bisnetos e, João, um. Ambos deram aos filhos a oportunidade de frequentar a escola e se sentiram motivados a continuar aprendendo. “Vi que estudar é importante e me senti muito bem quando voltei, há quatro anos. Faz bem para a saúde da gente, mantém a mente ocupada e descobrimos coisas que nem imaginávamos”, lembrou João, que todos os dias vai para a aula de bicicleta.

Estar na escola é motivo de orgulho para Vicente. “Acredito que a população toda merece uma escola bonita como essa. É maravilhoso poder estudar aqui, que com certeza é a melhor de toda a região”, disse Vicente. O colega também elogia o novo espaço e garante que aprender em um prédio bem construído aumenta o interesse dos alunos e colabora com o aprendizado. “Achei tudo muito bom, estou muito feliz por vivenciar isso”, afirmou João.

Outra aluna da EJA que adorou a nova escola é a Terezinha Guimarães, de 51 anos, que estuda junto com a neta, Carla Jandira, de 16 anos. Ela também sempre morou em área rural e trabalhou na roça a vida inteira. “Sempre vivi em fazenda, me casei e logo vieram os filhos, depois os netos. Começava a estudar e parava porque ajudava a cuidar das crianças. Mas agora decidi terminar, ainda mais nessa escola nova, que é linda, e uma ótima oportunidade de aprender mais”, ressaltou Terezinha, que está no 1º ano do Ensino Médio.

Pró-Escolas

Até poucos dias a EE Profª Elizabeth Maria Bastos funcionava em um prédio alugado, localizado no mesmo bairro. Com 1,6 mil estudantes e uma das melhores estruturas de Várzea Grande, essa é a 17ª escola estadual inaugurada pelo Governo de Mato Grosso, por meio da Secretaria de Estado de Educação, Esporte e Lazer (Seduc).

No total, foram investidos R$ 5,2 milhões na unidade, que vai beneficiar mais de mil famílias dos bairros Jardim Eldorado, São Matheus, Formigueiro, Parque Sabiá, Residencial São Benedito, Novo Mundo e Jardim Mossoró.

Até o final de 2018, o Pró-Escolas será responsável pela inauguração de 35 novas escolas, 15 Centros Integrados Escola-Comunidade (CIEC), 20 quadras poliesportivas e 70 reformas gerais.

17/08/2017Escola-nova-traz-esperança-e-otimismo-a-alunos-de-Várzea-Grande
Seduc disponibiliza Cadernos Pedagógicos para alunos se prepararem para a Prova Brasil

A Secretaria de Estado de Educação, Esporte e Lazer (Seduc) divulgou nesta quarta-feira (16.08) os Cadernos Pedagógicos para alunos dos Ensinos Fundamental e Médio, destinados à avaliação da Prova Brasil. No material, alunos e professores poderão desenvolver atividades nas áreas de Matemática e Língua Portuguesa.

De acordo com a Superintendente de Educação Básica, Mirta Kehler, os cadernos pedagógicos além de prepararem os alunos e os docentes para a Prova Brasil, permitem ainda que os alunos desenvolvam outras habilidades e conhecimentos, que gradativamente contribuem com o desenvolvimento integral dos estudantes.

"Nos cadernos, o professor encontrará a relação entre esse descritor e os objetivos da aprendizagem de ciclo, no caso do Ensino Fundamental; e no caso do Ensino Médio, apresentam-se metas do ano aos descritores, com a definição do que eles constituem", disse Mirta.

Segundo ela, para ambos os níveis os cadernos apresentam sugestões e possíveis sequências de trabalho que possibilitam as aprendizagens específicas de cada descritor. "As atividades pretendem ser provocadoras de novas discussões e propiciar a identificação de alguns conhecimentos básicos da leitura e da matemática".

A disponibilização dos cadernos faz parte do eixo Ensino do Programa Pró-Escolas, que tem como objetivo facilitar o trabalho em sala de aula, permitindo a multiplicação do material de forma íntegra ou por partes, ou ainda a projeção do material com uso de projetor para uso em sala de aula.

Clique aqui para acessar os cadernos:

5º Ano – Língua Portuguesa

5º Ano – Matemática

9º Ano – Língua Portuguesa

9º Ano – Matemática

3º Ano do Ensino Médio – Língua Portuguesa

3º Ano do Ensino Médio – Matemática

16/08/2017Seduc-disponibiliza-Cadernos-Pedagógicos-para-alunos-se-prepararem-para-a-Prova-Brasil
Governo do Estado entregou uma escola nova a cada 14 dias em 2017

​​

A inauguração da nova Escola Estadual Profª. Elizabeth Maria Bastos, em Várzea Grande, na noite desta terça-feira (15), fez com que o Governo do Estado atingisse a média de uma escola entregue a cada 14 dias em 2017. Localizada no bairro Jardim Eldorado, a escola é a 17ª entregue neste ano e conta com uma das melhores infraestruturas do município - com capacidade para atender mais de 1,6 mil estudantes.

De acordo com o governador Pedro Taques, a escola atenderá a demanda de uma das regiões mais populosas de Várzea Grande e que ainda carecia de uma escola pública de qualidade. “Esta não é do governador ou do secretário, ela pertence a esta comunidade, uma comunidade que merece uma estrutura de qualidade para estudar e aprender”, afirmou.

Taques elogiou o trabalho realizado pela Seduc, que em menos de oito meses realizou a entrega de 17 escolas. “Está é a 17ª escola que inauguramos em sete meses e 15 dias, isto dá uma escola a cada duas semanas. Mostra que as transformações estão, de fato, acontecendo na Educação do nosso Estado.

 

O secretário de Estado de Educação, Esporte e Lazer, Marco Marrafon, afirmou que o projeto faz parte do programa Pró-Escolas, que tem revolucionado a educação de Várzea Grande. “Esta é a segunda escola que inauguramos aqui neste ano. Outras três estão em processo licitatório e ainda deveremos trazer uma escola do modelo militar Tiradentes e um Centro Integrado Escola Comunidade (Ciec) para o município”, garantiu.

Marrafon ainda ressaltou a qualidade da nova escola que pode atender mais de 1,6 mil alunos. “Um compromisso da nossa gestão é que nenhum mato-grossense ficará para trás. E o grande diferencial que temos trazido é buscar obras a preços adequados, com muita qualidade. Temos conversado com as construtoras e entidades de classe para fazer parcerias republicanas, buscando sempre o menor preço e a melhor qualidade”, afirmou.

A prefeita de Várzea Grande, Lucimar Campos, falou da importância da parceria do Estado e do município no desenvolvimento da educação. “O Governo do Estado está dentro do nosso município, são obras que o Estado está realmente fazendo, para que a nossa cidade não tenha só mais escolas, saúde e infraestrutura, mas que também possa acreditar e sonhar”, disse.

Com um investimento de R$ 5,2 milhões, a nova unidade vai beneficiar mais de mil famílias dos bairros Jardim Eldorado, São Matheus, Formigueiro, Parque Sabiá, Residencial São Benedito, Novo Mundo e Jardim Mossoró.

 

A escola segue o padrão da Seduc, com 18 salas de aula, além de salas para diretoria, secretaria, sala de professor e de informática. A unidade ainda conta com biblioteca, refeitório, conjuntos de vestiários, praça de recreação e urbanização e quadra poliesportiva coberta, com arquibancada.

O nome da escola foi dado em homenagem à professora várzea-grandense, Elizabeth Maria Bastos Mineiro, que por mais de 20 anos trabalhou como educadora no município, falecendo em 1999, vítima de uma infecção.

PRÓ-ESCOLAS

Até o final de 2018, o Pró-Escolas será responsável pela inauguração de 35 novas escolas, 15 Centros Integrados Escola-Comunidade (CIEC), 20 quadras poliesportivas e 70 reformas gerais.

16/08/2017Governo-do-Estado-entregou-uma-escola-nova-a-cada-14-dias-em-2017
Estudantes da rede estadual conhecem a estrutura da Justiça Eleitoral

Cerca de 125 estudantes da rede estadual de educação conheceram, nesta terça-feira (15.08), a estrutura da Justiça Eleitoral, presenciaram uma sessão plenária, conheceram o depósito de urnas e o funcionamento delas e o Memorial da Justiça Eleitoral.

A visita fez parte do Programa Voto Consciente, desenvolvido em escolas públicas de Cuiabá e Várzea Grande pela Escola Judiciária do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE-MT), que tem como objetivo estimular a consciência cívica em jovens do ensino médio, fortalecer princípios éticos e incentivar a participação política livre, democrática e consciente.

Neste ano, participam da iniciativa as Escolas Estaduais Estevão Alves Correia, Profº Heliodoro Capistrano, Cleinia Rosalina Souza, da capital, e Irene Gomes de Campos e Elmaz Gattas Monteiro, de Várzea Grande.

 

O diretor-geral do TRE-MT, Nilson Bezerra, explica que o programa é uma parceria entre o Tribunal e a Secretaria de Estado de Educação, Esporte e Lazer (Seduc). “A ideia é permitir que alunos vivenciem todo o processo eleitoral, ou seja, desde a etapa de escolha dos candidatos, o que seriam as convenções, até a etapa final de diplomação, passando pelos debates, pela eleição e pela conversa com os eleitores”, afirmou.

Bezerra ressalta que o TRE-MT utiliza o programa para que os alunos discutam as políticas públicas dentro da escola, com relação a temas como meio-ambiente, diversidade, saúde e educação. “Os assuntos são levados para as salas de aula e, a partir das discussões, surgem ideias para melhorar inclusive o ambiente escolar”.

Para o estudante João Vitor Marchiolo, 17 anos, da EE Estevão Alves Correia, o projeto desperta nos jovens o interesse por assuntos comuns à comunidade. “O ensino médio é um tempo em que os alunos descobrem muitas coisas sobre si mesmos e, com o programa, acabam desenvolvendo interesse também pela política e percebendo que ela não é feita só de coisas ruins, como vemos na televisão. A política é bem mais ampla do que pensamos”.

Ele garante que após o início do programa na unidade escolar os estudantes decidiram implantar um grêmio estudantil. “Começamos a ter interesse em agir mais, em ser protagonistas e não apenas expectadores”.

Peterson Padilha, 18 anos, da EE Heliodoro Capistrano, concorda que o programa é amplo e que transmite bastante conhecimento. “Poucas pessoas se preocupam com a política, atualmente. Conhecendo como funciona, podemos propor mudanças e soluções para nosso país e nossas comunidades e, principalmente, como escolher nossos representantes por meio do voto consciente”.


O aluno, que faz parte do Partido do Respeito e da Diversidade, lembra que um dos pontos importantes é a comunicação entre a comunidade escolar. “Entre as ações, desenvolvemos palestras de conscientização. Falamos sobre o respeito, como devemos nos comportar com relação aos outros e às diferenças”.

Laura da Luz, 17 anos, da EE Elmaz Gattas, diz que o projeto despertou o interesse dos colegas, que buscaram conhecer melhor a política. “Meu partido discute ética e cidadania. Mostramos que pequenos atos podem colaborar com a nossa formação, principalmente nas aulas de filosofia. A nossa geração é a que vai influenciar e mudar a política”, afirma.

Ações


A cada ano, cinco escolas são escolhidas para receber o programa Voto Consciente. Cada escola elege 25 alunos do ensino médio, que se dividem em grupos de cinco membros. Cada grupo representa um partido e as siglas partidárias já são definidas pelo programa. São eles: PEMA (Partido da Educação e do Meio Ambiente), PEC (Partido da Ética e Cidadania), PCEL (Partido da Cultura, do Esporte e Lazer), PRD (Partido do Respeito às Diversidades) e PDVS (Partido do Direito à Vida e à Saúde).

Sob a orientação do TRE, os alunos reproduzem, nas eleições não oficiais realizadas nas escolas, todas as etapas de uma eleição oficial, como registro de candidatura, campanhas eleitorais, eleição em urnas eletrônicas e diplomação dos partidos eleitos. Em cada fase do processo, eles aprendem um pouco da legislação eleitoral vigente, assim como absorvem conceitos vinculados à democracia, representatividade, respeito ao próximo e preocupação com a coletividade.

Em sete anos (2011 a 2017), o projeto já beneficiou alunos de 35 escolas públicas de Cuiabá e Várzea Grande.

O diretor-geral do TRE-MT, Nilson Bezerra, lembra que a intenção da instituição, em parceria com o secretário de Educação, Esporte e Lazer, Marco Marrafon, é de ampliar o escopo, inclusive para o interior do Estado. “Estamos discutindo essa possibilidade e permitir, assim, que mais escolas participem da iniciativa”.



15/08/2017Estudantes-da-rede-estadual-conhecem-a-estrutura-da-Justiça-Eleitoral
Seduc realiza o 1º Torneio de Futebol Society em comemoração ao Dia dos Pais


O 1º Torneio de Futebol Society da Secretaria de Estado de Educação, Esporte e Lazer (Seduc), foi disputado no sábado (12.08), na sede da instituição, para integrar os servidores dentro do programa de Qualidade de Vida. A ação coroou ainda a homenagem da secretaria ao Dia dos Pais.

Mais de 100 servidores comparecem no torneio, que começou às 7h30. Ao todo, 17 times se inscreveram no campeonato, sendo 15 equipes masculinas e duas femininas, divididas entre os setores existentes dentro da secretaria.

Entre os jogadores, estava o professor Luís Santiago, que atua há três anos na Coordenadoria de Jovens e Adultos da Seduc. Ele trouxe o filho para acompanhar a partida. “Sou professor há 20 anos e achei essa uma boa oportunidade de socializar e fazer novas amizades também”, disse Luís.

“Eu trouxe meu filho justamente por esse clima de confraternização. A gente está tendo a oportunidade de sair de nossas salas, de nossos setores, para participar desse evento que está envolvendo toda a Seduc. É muito gratificante e estamos nos divertindo”, afirmou.


O secretário de Estado de Educação, Esporte e Lazer, Marco Marrafon, disse que o momento era de alegria e que a gestão está se organizando para deixar um ambiente melhor. “Esse trabalho que o Núcleo de Qualidade de Vida vem desenvolvendo só tende a melhorar, esse clima de confraternização vai ser estendido e pretendemos aumentar o número de jogos e de modalidades também”, disse.

Ele ressaltou ainda que fica feliz de ver a confraternização entre as secretarias adjuntas. “A Seduc está viva e está avançando, o evento mostra que nossa equipe está cada vez mais entrosada, buscando um só objetivo, que é uma educação pública de qualidade em Mato Grosso”


Campeões

A equipe “Seducanos”, composta por servidores da Unidade de Relações Políticas (URP) e da Assessoria de Comunicação, venceu o torneio, depois de vencer a final por 1X0 contra o “Viracopu’s”, composto por integrantes da Superintendência Administrativa.

O secretário adjunto de Políticas de Pessoal de Educação, Édiulen Jesus de Arruda Leite, explicou que a ação visa também a cuidar dos servidores. “É, inicialmente, uma maneira do Núcleo de Qualidade de vida promover a integração da família do servidor com a instituição. E é isso que a gente busca, esse sentimento de pertencimento”, disse.

Para ver mais fotos do torneio, acesse o Flickr da Seduc: https://www.flickr.com/photos/seducmt/​​


 



15/08/2017Seduc-realiza-o-1º-Torneio-de-Futebol-Society-em-comemoração-ao-Dia-dos-Pais
Estudante de Pontes e Lacerda representará MT no Programa Parlamento Jovem

A estudante Thacíana Lemes Pereira, do Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT), Campus Pontes e Lacerda, foi a escolhida para representar Mato Grosso no Programa Parlamento Jovem Brasileiro 2017.

O resultado da seleção final foi divulgado pela Câmara dos Deputados na tarde desta segunda-feira (14.08). Ao todo, 78 estudantes do país foram selecionados para participar da jornada de simulação parlamentar em Brasília.

Thacíana propôs um Programa Nacional de Apoio aos Portadores de Microcefalia (PNAPM) – uma má-formação congênita, em que o cérebro não se desenvolve de maneira adequada – em todos os municípios brasileiros.

O projeto cria mecanismos para ajudar e amparar as famílias que tem em suas residências alguém com essa condição, dando ajuda financeiramente e psicologicamente.

Finalistas

Além de Thacíana, Mato Grosso contou com três estudantes na fase final do Programa. Maria Aparecida de Oliveira e Maria Júlia Faleiros Alcântara, que concorreram pela Escola Estadual São José do Rio Claro, do município de São José do Rio Claro, e Mariana Silva do Bom Despacho, também do IFMT de Pontes e Lacerda.

O programa

A responsável pelo programa na Secretaria de Educação, Esporte e Lazer de Mato Grosso, Telma Regina Oliveira, explica que o PJB é realizado anualmente e tem por objetivo possibilitar aos alunos de ensino médio de escolas públicas e particulares a vivência do processo democrático, mediante a participação em uma jornada parlamentar na Câmara dos Deputados, em que os estudantes tomam posse e atuam como deputados jovens. 

Para participar, o candidato precisa desenvolver um projeto pensando na realidade do país, observando os problemas que precisam de solução e propondo possíveis alternativas em formato de propostas de lei.

“Os estudantes são empossados como deputados jovens e têm a oportunidade de desenvolver habilidades de argumentação e respeito à diversidade de opiniões. Além disso, eles têm a oportunidade de construir um olhar mais crítico sobre sua realidade”, ressalta Telma, lembrando que é também uma experiência de convivência com as culturas e pessoas de todas as partes do Brasil.

Ela lembra que o PJB potencializa a atuação mais democrática dos jovens e seu protagonismo político. 

A primeira edição do programa ocorreu em 2004. De lá para cá, houve a participação de 924 jovens parlamentares estudantes do ensino médio.

A realização de todas as etapas do programa conta com a parceria das secretarias estaduais de Educação de todo o Brasil e do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed). ​

15/08/2017Estudante-de-Pontes-e-Lacerda-representará-MT-no-Programa-Parlamento-Jovem
Equipes de TI da Seduc atenderam mais 250 unidades escolares neste ano

A cena era a mesma todos os dias: a porta do laboratório de informática da Escola Estadual Olavo Bilac fechada por falta de manutenção nos computadores. A unidade escolar de Rondolândia (a 1.600 km a Noroeste de Cuiabá) enfrentou o problema por cerca de dois anos, até receber a visita de uma equipe técnica da Coordenadoria de Tecnologia da Informação da Secretaria de Estado de Educação, Esporte e Lazer (Seduc). Em apenas um dia de trabalho, 18 máquinas voltaram a funcionar para atender os 400 alunos matriculados nos três turnos.

O diretor Leones Rodrigues de Souza conta que os técnicos reorganizaram todo o laboratório de informática e atualizaram o sistema operacional dos computadores, além de garantirem mais estabilidade à internet.

“Foi um trabalho excelente, rápido e ágil, que já mudou o dia-a-dia da escola. Os professores estão mais contentes e os alunos adoraram, porque agora podem usar as máquinas para fazer seus trabalhos. Há alguns dias isso não seria possível, ainda mais por estamos tão distantes da capital, então é uma iniciativa louvável da Seduc”, afirmou.

A EE Olavo Bilac foi apenas uma das mais de 250 unidades escolares visitadas de março a agosto deste ano pela equipe técnica do Núcleo de Suporte Técnico, que faz da Superintendência de Tecnologia da Informação (SUTI) da Seduc, como parte de uma ação que objetiva garantir o bom funcionamento de toda a parte de Tecnologia da Informação das escolas, trabalho que antes era feito por uma empresa privada. Ao todo foram aproximadamente 40 municípios visitados, contando com Cuiabá e Várzea Grande.

O líder do Núcleo, Edvaldo de Arruda Campos Júnior, explica que todo o empenho dos técnicos esteve voltado à manutenção preventiva nos equipamentos de TI, rede lógica e internet instalados nas unidades. O grupo de trabalho é formado por nove pessoas, sendo que em cada visita técnica são divididos em três equipes para otimizar o atendimento.

“É uma força-tarefa para atender as escolas que abriram chamados – e a iniciativa surgiu a partir dessa demanda, que era cada vez mais crescente. Os atendimentos são feitos inclusive aos sábados e aos domingos”, explica.

Como boa parte das unidades escolares visitadas está nas regiões mais distantes de Cuiabá, o coordenador de Operações e Solução de TI, Ailon Rodrigo Oliveira Lima, ressalta a alegria da comunidade ao ver que as demandas estão sendo atendidas.

“Trata-se de um trabalho diretamente ligado ao processo de aprendizagem do aluno, uma vez que a tecnologia e o contato com o mundo passam a fazer parte do seu dia-a-dia dele, além do que estamos dando mais condições de acesso ao conhecimento por meio da internet, por exemplo”, pontua.

O diretor da Escola Estadual Arlindo Estilac Leal, de Nova Xavantina (645 km a Leste de Cuiabá), Adevaldir Alves, entende que a ação é de extrema importância, justamente por contribuir com o aprendizado dos estudantes. Com 200 alunos, a unidade também foi uma das beneficiadas com a iniciativa e agora conta com seis computadores funcionando e outros para serem repostos em breve.

“Os técnicos verificaram tudo, olharam todos os equipamentos e arrumaram aquilo que não teríamos condições de mandar fazer por aqui. É uma ação que faz toda a diferença no cotidiano da escola e acredito que é algo que precisamos com mais frequência. Ficamos muito satisfeitos com o serviço prestado”, observou o diretor.

Todos os atendimentos foram feitos por região, para garantir economicidade nas viagens, conforme o setor responsável. Além disso, as demandas continuam e novas visitas deverão ser feitas a outras unidades nas próximas semanas.

As escolas que precisam de manutenção de TI podem entrar em contato com a Seduc por meio do telefone 0800-651717, ou pelo e-mail helpdesk@seduc.mt.gov.br . 

15/08/2017Equipes-de-TI-da-Seduc-atenderam-mais-250-unidades-escolares-neste-ano
Governo do Estado inaugura escola para 1,6 mil alunos em Várzea Grande

O governador Pedro Taques e o secretário de Estado de Educação, Esporte e Lazer (Seduc), Marco Marrafon, inauguram na noite desta terça-feira (15.08), mais uma escola de grande porte em Várzea Grande, desta vez com capacidade para atender 1,6 mil alunos.

A nova EE prof. Elizabeth Maria Bastos é a 17ª unidade entregue neste ano de 2017, dentro do Pró-Escolas, o maior programa de ações e investimentos da história da educação de Mato Grosso.

Com um investimento de R$ 5,2 milhões, a nova unidade vai beneficiar mais de mil famílias do bairro Jardim Eldorado. A inauguração está marcada para começar às 19h.

Conforme o secretário Marco Marrafon, a melhoria do nível de aprendizagem nas escolas estaduais é o principal objetivo do Pró-Escolas. “Boa estrutura e uma boa ambiência escolar é fator preponderante para o desenvolvimento de uma educação de qualidade, pois eles influenciam diretamente no processo de ensino e na aprendizagem”, afirmou.

A escola segue o padrão da Seduc, com 18 salas de aula, além de salas para diretoria, secretaria, sala de professor e sala de informática. A unidade ainda conta com biblioteca, refeitório, conjuntos de vestiários, praça de recreação e urbanização, instalações de segurança e prevenção e combate a incêndio e pânico, instalações elétricas de prevenção contra descargas atmosféricas (gaiola de faraday) e posto de transformação. A nova escola também uma de quadra poliesportiva coberta, com arquibancada.

Segundo a diretora Daiana Mamedes Cabral Machado, a comunidade escolar ficou muito feliz com a qualidade da escola que, antigamente, funcionava em um prédio cedido pela prefeitura de Várzea Grande, no bairro São Matheus. Atualmente, a unidade conta com 1,2 mil alunos, entre o ensino fundamental, médio e educação de Jovens e Adultos (EJA).

“É uma região bem populosa e essa escola vem para suprir uma necessidade de alunos dos bairros São Matheus, Formigueiro, Jardim Eldorado, Parque Sabiá, Residencial São Benedito, Novo Mundo e Jardim Mossoró”, informou a diretora.

PRÓ-ESCOLAS

Até o final de 2018, o Pró-Escolas será responsável pela inauguração de 35 novas escolas, 15 Centros Integrados Escola-Comunidade (CIEC), 20 quadras poliesportivas e 70 reformas gerais.

14/08/2017Governo-do-Estado-inaugura-escola-para-1,6-mil-alunos-em-Várzea-Grande
Prazo de inscrição no concurso da Seduc termina nesta terça-feira

O prazo para inscrição no concurso público para o preenchimento de 5,7 mil vagas na Secretaria de Estado de Educação, Esporte e Lazer (Seduc) termina na noite desta terça-feira (15.08).

Conforme o edital, o prazo para as inscrições do concurso se encerra às 22h59 de Mato Grosso. Os interessados em participar da seleção devem entrar no site do Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação - IBFC (www.ibfc.org.br), responsável pela prova.

Após o preenchimento da ficha cadastral, será necessário realizar o pagamento de uma taxa de inscrição que custa R$ 43 para apoio administrativo, R$ 63 para técnico administrativo e R$ 91 para professor. O prazo para o pagamento dos boletos se encerra no dia 16 de agosto.

A jornada de trabalho é de 30 horas semanais, sendo que os vencimentos iniciais correspondem a R$ 1.167,12 para nível fundamental, R$ 1.456,11 para médio e R$ 3.640,34 para superior.

De acordo com o edital, o concurso prevê o preenchimento de vagas para todos os níveis de ensino. Para quem possuí o nível fundamental o serão ofertadas 535 vagas para apoio administrativo educacional - manutenção de infraestrutura/limpeza, 528 para apoio administrativo - nutrição (merendeira) e 433 para apoio administrativo - vigilância.

A prova também prevê o preenchimento de 928 vagas para técnico administrativo educacional, para quem possui ensino médio completo.

Os candidatos com licenciatura plena poderão pleitear 3.324 vagas para o cargo de professor de Educação Básica nas seguintes especialidades de professor da educação básica: artes (216), biologia (38), ciência físicas e biológicas (110), educação física (128), língua estrangeira - espanhol (88), física (145), filosofia (72), geografia (232), história (227), língua estrangeira - inglês (181), matemática (339), pedagogia (997), língua portuguesa (310), química (138) e sociologia (103).

Inovação

O concurso da Seduc é considerado um dos mais inovadores do país, com quatro etapas no processo de seleção para o cargo de professor. O concurso ainda terá nota de corte de 5,0 pontos nas três primeiras etapas.

No caso de professores, a primeira fase será composta por uma prova objetiva de múltipla escolha, com 70 questões, e a segunda fase por uma redação e uma prova dissertativa com quatro questões, sendo três da disciplina específica e uma relativa às políticas públicas de educação. As duas etapas serão realizadas no dia 17 de setembro.

Os classificados para a terceira fase passarão por uma avaliação didática com apresentação de uma aula, cujo conteúdo deverá ser pré-determinado, na área específica de atuação, com duração de 20 minutos para apresentação e 10 minutos para questionamentos da banca avaliadora.

A quarta e última fase será a de avaliação de títulos, também de caráter classificatório.

Já para os cargos de Técnico Administrativo Educacional (TAE) e Apoio Administrativo Educacional (AAE), o processo será diferente.

Candidatos a TAE farão, na primeira fase, uma prova objetiva de múltipla escolha de caráter eliminatório, composta por 60 questões e, na segunda, redação e prova dissertativa também com quatro questões, sendo três da disciplina específica a que concorre a uma vaga, e uma relativa às políticas públicas de educação.

Os que concorrerão a uma vaga para AAE passarão apenas por uma etapa, que será uma prova objetiva de múltipla escolha de 50 questões, de caráter classificatório e eliminatório. Vale ressaltar que também haverá nota de corte de 5,0 pontos para ambos os cargos. A aplicação das provas será no dia 24 de setembro.

Provas

As avaliações serão aplicadas nos municípios de Alta Floresta, Barra do Garças, Cáceres, Confresa, Cuiabá, Diamantino, Juara, Juína, Matupá, Pontes e Lacerda, Primavera do Leste, Rondonópolis, São Félix do Araguaia, Sinop e Tangará da Serra.


14/08/2017Prazo-de-inscrição-no-concurso-da-Seduc-termina-nesta-terça-feira
Superintendência de Tecnologia da Informação realiza curso de capacitação

A Superintendência de Tecnologia da Informação da Secretaria de Estado de Educação, Esporte e Lazer (Seduc) realizou um curso de capacitação para melhoria do atendimento, metodologia e dos processos de desenvolvimento do setor.

O primeiro módulo com duração de 40 horas do curso - Levantamento de Requisitos, oferecido pela Coordenadoria de Desenvolvimento de Sistemas (CODS) em pareceria com Empresa Mato-grossense de Tecnologia da Informação (MTI), foi realizado entre os dias 7 e 11 de agosto na Escola de Contas do Tribunal de Contas do Estado (TCE), sempre na parte da manhã, para não prejudicar o atendimento na Secretaria.

Conforme o coordenador-geral de Desenvolvimento de Sistemas, Ricidleiv Alexandre da Silva Tondatto, mais 30 de servidores da superintendência participaram do curso que visa a melhorar os fluxos e metodologias da coordenadoria.


Segundo o coordenador, neste módulo foram debatidos os conceitos e fundamentos de Levantamento de Requisitos. "O curso visa a requalificar os funcionários da TI da SUTI para melhor atender aos diversos setores da Seduc no levantamento de informações para o entendimento eficaz, além de adequar os nossos processos de desenvolvimento de sistemas na busca da melhor solução que possa atender a área".

Ricidleiv ainda ressaltou o Estado adotou um padrão para o desenvolvimento de softwares e a Secretaria está se adequando. "Desde junho, todas as secretarias do Estado precisam utilizar o Processo de Desenvolvimento de Software de Mato Grosso (PDS), então utilizamos o momento para debater sobre o tema e também sobre toda a questão teórica dos nossos processos. Na segunda quinzena de agosto realizaremos o segundo módulo com a parte prática", afirmou.

14/08/2017Superintendência-de-Tecnologia-da-Informação-realiza-curso-de-capacitação-
Seduc lança licitação para reforma geral de escola em Cuiabá

A Secretaria de Estado de Educação, Esporte e Lazer (Seduc) abriu licitação para reforma geral da Escola Estadual Prof. Heliodoro Capistrano da Silva, localizada no bairro Parque Cuiabá, na Capital. A sessão para a abertura dos trabalhos será no próximo dia 24 de agosto, às 9h, no auditório da sede da Seduc. Empresas interessadas na concorrência, que é realizada na modalidade Tomada de Preços, podem acessar o edital no endereço www.seduc.mt.gov.br e clicar na aba Licitação, para mais informações.

A empresa vencedora será responsável pela reforma geral da unidade, construída na década de 1980. De acordo com o projeto da obra, toda a cobertura da escola será trocada por telha isotérmica. Haverá, ainda, troca geral de esquadrias metálicas, pintura, forro, adequação e ampliação de cozinha, banheiros, vestiários e banheiros femininos e masculinos.

A cobertura e o piso da quadra poliesportiva também serão trocados e as estruturas metálicas existentes serão recuperadas. Uma arquibancada deverá ser construída no local. O projeto ressalta que todas as adequações serão feitas visando a atender a acessibilidade dos alunos e profissionais que atuam na escola.

Atualmente a EE Prof. Heliodoro Capistrano da Silva atende 1.600 alunos nos três turnos, nos ensinos Fundamental e Médio, também na modalidade de ensino EJA (Educação de Jovens e Adultos). O diretor Edinilson Luiz Gonsalves conta que a reforma é um pedido da comunidade escolar de há pelo menos três anos, uma vez que a unidade vem passando por uma série de problemas estruturais, como a falta de uma parte do muro.

Segundo ele, duas reformas pontuais foram feitas há cerca de dez anos, mas que uma delas nem chegou a ser finalizada. “Estamos lutando por essa reforma há muito tempo e agora finalmente estamos sendo contemplados; então o sentimento é de muita alegria mesmo, porque vamos solucionar essas questões que hoje causam insegurança para todos nós”, disse Gonsalves.

Pró-Escolas

Todas as obras de construções e reformas lançadas pela Seduc fazem parte do Pró-Escolas, maior programa de investimento em educação já lançado pelo governo estadual e que prevê 70 reformas, 35 novas escolas, 15 CIECs (Centro Integrado Escola-Comunidade) e 20 quadras poliesportivas até o final de 2018.

Somente neste ano, 16 escolas novas já foram inauguradas e mais de 20 licitações encontram-se em andamento. 

10/08/2017Seduc-lança-licitação-para-reforma-geral-de-escola-em-Cuiabá
Seduc apresentará aplicativo de Correção de Fluxo à comunidade escolar

A Secretaria de Estado de Educação, Esporte e Lazer (Seduc) começa na terça-feira (15) a semana do “Dia D” de Correção de Fluxo, que tem como objetivo apresentar as ações de combate à evasão escolar e melhorar o relacionamento entre a família e as escolas.

Nas apresentações, pais, responsáveis e professores poderão conhecer um pouco mais da proposta da Seduc e da Mira Educação. A partir deste mês, os pais ou responsáveis serão avisados por meio de mensagem de texto no celular se o aluno faltar à aula. Ao todo, 240 escolas do Estado vão participar do projeto.

Só em Cuiabá, 38 escolas foram selecionadas com base nas análises de evasão escolar e notas no IDEB. A primeira apresentação será na Escola Estadual Presidente Médici, às 9h de terça-feira (15) e será voltada para as unidades da Região Oeste da capital, sendo elas: André Luiz da Silva Reis, Filogonio Corrêa, Governador José Fragelli, José de Mesquita, José Magno, Liceu Cuiabano, Marcelina de Campos, Profº. Ulisses Cuiabano e Pe. Wanir Delfino Cesar.

Já na quarta-feira (16), às 9h, será a vez da Escola Estadual Nilo Póvoas receber a comunidade escolar e as famílias dos alunos das escolas da Região Leste: Antônio Epaminondas, Joaquina Cerqueira Caldas, Pascoal Moreira Cabral, Raimundo da Silva, Francisco A. Ferreira Mendes, João Brienne de Camargo, Pe. Ernesto Camilo Barreto e Profº João Crisóstomo de Figueiredo.

O “Dia D” segue na quinta-feira (17) para as escolas da Região Norte, que vão se reunir na Escola Estadual André Avelino Ribeiro, às 9h. Para esse dia estão convocadas as escolas Dione Augusta Silva Souza, Leonidas Antero de Matos, Leovegildo de Melo, Pe. João Panarotto, Clêinia Rosalina Souza, Diva Hugueney de Siqueira Bastos, Rodolfo Augusto T. Curvo e Profº. Eliane Digigov.

As apresentações serão finalizadas na sexta-feira (18) para as escolas da Região Sul, que vão se encontrar às 9h na sede da Escola Estadual Rafael Rueda. Sendo elas: Mário de Castro, Historiador Rubens de Mendonça, Malik Didier Namer Zahaf, Pascoal Ramos, Profº Heliodoro Capistrano da Silva, Estevão Alves Corrêa, Juarez, Rodrigues dos Anjos, Padre Firmo Duarte Filho e Zélia da Costa Almeida.

A secretária adjunta de Gestão Educacional e Inovação, Marioneide Kliemaschewsk, lembrou que as comunidades escolares de cada escola estão convocadas, pois elas têm um papel importante no projeto. “A ação que será apresentada visa à melhoria da aprendizagem dos estudantes e, para garantir isso, eles precisam estar na escola”, lembrou.

Marioneide disse ainda que o aplicativo desenvolvido vai auxiliar no trabalho dos professores e que a presença deles também é essencial para o funcionamento do projeto. “A ação também foi feita pensando neles, que vão ganhar uma ferramenta a mais, que é um diário de classe eletrônico. Então, eles precisam estar presentes para sanar dúvidas e conhecer o projeto”, finalizou.


10/08/2017Seduc-apresentará-aplicativo-de-Correção-de-Fluxo-à-comunidade-escolar
Alunos da rede estadual são medalhistas na Olimpíada Brasileira de Física

A natureza e seus fenômenos, estudados por meio da Física dentro de uma perspectiva teórica e prática, resultou na conquista das medalhas de ouro, prata e bronze na Olímpiada Brasileira de Física das Escolas Públicas 2016. Quatro estudantes da rede estadual de Mato Grosso levaram os prêmios.

Com 16 anos, Rebeca de Souza Rodrigues, aluna da Escola Plena André Maggi, de Rondonópolis, conquistou a medalha de ouro. Nesta quinta-feira (10.08), ela recebeu a premiação durante uma cerimônia no Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT).

“Sou aluna do 2º Ano do Ensino Médio e, desde sempre, tive mais aptidão para as disciplinas da área de exatas. Então, entrar nessa competição foi um desafio, mas também uma extensão daquilo que eu já tinha prática”, disse a jovem.

Com a medalha no peito, ela contou que seus professores sempre a estimularam, especialmente quando surgiu a oportunidade de se inscrever na olimpíada. “Foi o professor Bosco que começou a minha preparação. Ele me deu aula no ano passado, quando passei da primeira fase. Preparamos uma estratégia e começamos a estudar uma hora a mais, depois das aulas”, disse.

“Eu estou bastante feliz com o resultado final, não esperava, já que é a minha primeira competição. Então, agora vou continuar estudando para seguir competindo e ajudando meus colegas que têm dúvidas dentro da matéria”, completou.


De Campo Verde, três alunos orientados pelo professor de Física Francisco Amaral, na Escola Estadual Waldemon Moraes Coelho, também foram medalhistas na competição: Rafael Paulino Rodrigues, Sinara Isaías de Oliveira e Irinel Vinchiguerra Júnior. Para o professor, que atua na rede há pouco mais de um ano, o resultado é muito gratificante.

“É gratificante, estamos vendo nossas ações ganhando resultado. Na aula, a gente mostra que a Física está no nosso dia-a-dia, então, o nosso diferencial é a busca pelo conhecimento e é a isso que eu dou valor. Temos que buscar novas metodologias, inovar e sair do convencional”, ressaltou.

Rafael Paulino, de 17 anos, é aluno do 2º Ano, e diz que o professor Francisco é uma inspiração. “Ele foi quem nos incentivou a participar, e quando recebemos o resultado da primeira fase, focamos mais para passar. Eu gostei de participar e espero que nossos resultados influenciem outros alunos e outras escolas também”.

Irinel tem apenas 16 anos e está no 3º Ano do Ensino Médio, prestes a sair da escola, ele pretende cursar Engenharia Civil. “Essa foi a primeira competição que ganhei, então, fiquei muito feliz pelo resultado e agradeço o professor pelo incentivo”.

Rafael ganhou a medalha de prata e Irinel e Sinara a de bronze.​








10/08/2017Alunos-da-rede-estadual-são-medalhistas-na-Olimpíada-Brasileira-de-Física
Alunos da zona rural de Jangada conhecem o Palácio Paiaguás

​​​36332558241_eb5cd51cac_z.jpg

A tarde desta terça-feira (09.08) foi especial para 36 estudantes, do 7º, 8º e 9º anos do Ensino Fundamental, da Escola Estadual do Campo Benedita Augusta Lemes, localizada na comunidade Novo Mato Grosso, na zona rural do município de Jangada, a 75 km de Cuiabá. Os jovens conheceram o Palácio Paiaguás, sede do Governo do Estado, e foram recebidos pelo governador Pedro Taques.

A ação faz parte do Projeto Transformadores, que visa a abrir as portas do Executivo Estadual para que os estudantes da rede pública conheçam melhor o funcionamento do Governo e a história de Mato Grosso, reproduzida em diversos espaços.

Os alunos participaram de uma explanação sobre acontecimentos históricos importantes para o Estado, com o historiador e assessor da Casa Civil, Jeferson Daltro.

Em seguida, assistiram o vídeo Somos todos João – que conta a história de um rapaz de 14 anos que decide, junto com seus colegas, dar aulas de história para adultos e, dessa forma, modifica o meio onde vive, através do acesso ao conhecimento. Uma maneira de incentivar projetos de cidadania e voluntariado dos estudantes, exemplificando que todos nós somos responsáveis pelo mundo em que vivemos.

Finalizando a visita, os alunos conheceram o gabinete do governador Pedro Taques. Ouviram os avanços na educação, promovidos pela atual gestão, tiraram dúvidas sobre o funcionamento do Executivo Estadual e até pediram a ampliação da biblioteca.

“O Palácio pertence ao cidadão, à população, e não ao governador, e os estudantes são os principais agentes de transformação que o Estado precisa”, afirmou Taques, prometendo enviar a demanda ao secretário de Educação, Esporte e Lazer, Marco Marrafon, e uma visita à unidade escolar em algumas semanas.

O secretário adjunto de Política Educacional, da Secretaria de Educação, Esporte e Lazer (Sedud), Edinaldo Gomes de Sousa, agradeceu à equipe gestora por trazer os jovens a Cuiabá e incentivou os estudantes a se dedicarem aos estudos e a escolha de suas profissões.

“Podem ter certeza que aqui temos futuros professores, médicos, advogados, deputados, vereadores, governadores. São de pessoas honestas que precisam assumir essas funções para melhorar cada vez mais o nosso país”.

​​​Aprovação

Os alunos e a equipe gestora que acompanhou a visita aprovaram a iniciativa do Governo de promover a interação entre a comunidade escolar e o governo.

Fabiana da Silva Galvão, atual diretora da escola, destacou a relevância da ação para os estudantes, que vivem na zona rural e têm poucas oportunidades de vir a Cuiabá e de conhecer o local onde importantes decisões sobre o futuro são tomadas. “Muitos desses jovens sequer conheciam Cuiabá. Tudo foi novidade. Para mim é muito gratificante participar deste momento, ajudar a mostrar essa realidade tão distante deles. Os olhinhos dos meninos estão brilhando”, garantiu.

A gestora agradeceu o apoio recebido dos docentes da escola, da assessoria pedagógica do município e do governo para que a viagem acontecesse. “Essa aproximação com o estado é inédita para nós. Também é uma oportunidade para que os estudantes abram seus horizontes, criem expectativas e entendam que seus sonhos e planos podem se tornar realidade”.

O estudante do 7º ano Andrei Marques da Costa, 12 anos, assegurou que a visita foi produtiva e divertida. “Ouvimos sobre os governadores de Mato Grosso, ganhamos experiência, conhecemos fatos e lugares novos. Também gostei muito de conhecer o governador”, opinou.

Outra aluna que gostou da programação foi Lucia Maria Trentin, de 13 anos, do 8º ano. “Foi bem legal conhecer um pouco mais da história e da cultura de Mato Grosso, das riquezas do estado, assistir ao filme. O encontro com o governador também foi um acontecimento importante para nós”.

Após a visita ao Palácio Paiaguás, os estudantes conheceram as instalações da Arena Pantanal e da Escola Estadual Governador José Fragelli – a primeira escola-estádio do Brasil, que funciona no local.

10/08/2017Alunos-da-zona-rural-de-Jangada-conhecem-o-Palácio-Paiaguás
Seduc enviará mensagem aos pais quando estudantes faltarem à aula

Pensando na importância dos pais e responsáveis acompanharem de perto a rotina escolar de seus filhos, a Secretaria de Estado de Educação, Esporte e Lazer (Seduc) lançou o projeto de Correção de Fluxo, uma ação do eixo Ensino do Pró-Escolas. A partir do dia 21 de agosto, os pais dos alunos das escolas estaduais serão avisados por mensagem de texto, no celular, sobre as faltas dos filhos durante os dias letivos.

Desenvolvido pela Mira Educação, parceira da Seduc no projeto, um aplicativo será disponibilizado aos professores, que terão acesso a um diário de classe eletrônico onde poderão lançar conteúdose o controle de frequência dos alunos. No final do dia, os pais ou responsáveis serão avisados por meio de uma mensagem de texto no celular. A Seduc também será avisada e saberá como anda a frequência de cada estudante.

Para o secretário de Estado de Educação, Esporte e Lazer, Marco Marrafon, a escola e a família devem andar juntas para melhorar não só a frequência, mas também a aprendizagem dos alunos.

“Muitas vezes, a infrequência precede a evasão, a desistência dos estudos, com consequências diretas no insucesso profissional e pessoal do jovem. A evasão gera a exclusão e praticamente mata uma biografia. Por isso nosso esforço de criar ferramentas que ajudem a manter o estudante na escola. A parceria com os pais é crucial”, disse o secretário.

Segundo a secretária adjunta de Gestão Educacional e Inovação da Seduc, Marioneide Kliemaschewsk, o projeto tem como objetivo fazer com que a escola e a família caminhem juntas. “Essas ações visam melhorar a aprendizagem dos estudantes e, para garantir isso, eles precisam estar na escola. O aplicativo vai ajudar também nesse quesito”, afirmou.

O projeto será aplicado, inicialmente, em 240 escolas, que atendem alunos do 6º Ano do Ensino Fundamental até o Ensino Médio. Para acessar o aplicativo, os professores não vão gastar o pacote de dados do celular, já que funciona em lugar sem Wi-fi ou 3G. As mensagens de texto encaminhadas aos pais também não vão gerar custos aos professores.

​Cadastramento

Hesloan Maia, do Núcleo de Fluxo Escolar Pró-IDEB, comentou que, para o aplicativo funcionar, é necessário que os pais façam o cadastro. “A participação dos pais é essencial para o funcionamento da ferramenta. Portanto, eles precisam se cadastrar pelo Facebook, colocando o CPF e gerando uma senha, ou pelo telefone 0800 87 87 900. Em seguida, é só aguardar o projeto entrar em funcionamento para receber os acompanhamentos”, disse.

Maia explicou ainda que os responsáveis serão informados especificamente sobre as disciplinas das aulas em que o aluno faltou.

Para acessar a lista de cadastro, clique aqui.

Anjos da Escola

O projeto Anjos da Escola será parceiro da Correção de Fluxos. O programa que está sendo implantado nas escolas visa a combater a indisciplina, a infrequência e a infração nas unidades de ensino.

Conforme a secretária Marioneide, o Anjos da Escola chega como uma das ações pensadas para melhorar a sociedade.

“Quando o aluno obtiver três faltas, ele passará pelo atendimento. Ele será ouvido pela mediação escolar junto ao Anjos. Ele será ouvido pela equipe, que vai tentar compreender qual o motivo das faltas. A perspectiva é resgatar esse estudante”.

Entre as escolas selecionadas para participar do projeto, estão a EE Presidente Médici, Liceu Cuiabano e André Avelino, em Cuiabá, além de outras pelo Estado.

​“Dia D”

Na próxima semana, a secretária Marioneide e a equipe de Núcleo Escolar Pró-IDEB vão percorrer quatro regiões de Cuiabá para apresentar o aplicativo para a comunidade escolar.

O primeiro encontro do Dia D será em 15 de agosto, na Escola Estadual Presidente Médici, às 9h, e vai envolver dez escolas da rede. Pais e professores vão poder interagir com a equipe da Seduc, tirando suas dúvidas e até mesmo fazendo seus cadastros no aplicativo.

Pró-Escolas

O Pró-Escolas é o maior programa de investimentos da história da Educação de Mato Grosso, com um orçamento de R$ 360 milhões até 2018.

A iniciativa abrange o desenvolvimento de ações em estrutura, ensino, inovação e esporte e lazer, com foco na melhoria da aprendizagem, na redução da evasão escolar e na valorização dos profissionais.

Somente este ano, a Seduc já inaugurou 16 escolas novas. 

09/08/2017Seduc-enviará-mensagem-aos-pais-quando-estudantes-faltarem-à-aula
1 - 20Próxima